Sábado, 1 de Abril de 2006

Curso : Engenharia do Ar Condicionado

Curso :  Engenharia do Ar Condicionado     

--------------------------------------------------------------------------------
Período :  24/04/2006 a 28/04/2006  

--------------------------------------------------------------------------------
Local :  Rio de Janeiro

--------------------------------------------------------------------------------
Carga Horária :  40 horas

--------------------------------------------------------------------------------
Instrutor (es): Maurício de Barros ,   Wilson S.Teixeira .  

--------------------------------------------------------------------------------
Taxa de Inscrição :  R$ 4.780,00 Já incluídos todo o material didático, almoços e coffee-breaks durante o evento
 

--------------------------------------------------------------------------------
Objetivo :  Capacitar o profissional a elaborar, implantar, avaliar e manter sistemas de ar condicionado.

--------------------------------------------------------------------------------
Público Alvo :  Engenheiros, arquitetos, gerentes prediais, técnicos e demais profissionais que atuam ou estejam se iniciando na área.

--------------------------------------------------------------------------------


PROGRAMA DO CURSO


1 - CONFORTO TÉRMICO E PSICROMETRIA  
 1.1 Conceitos fundamentais sobre o ar atmosférico
1.2 A carta psicrométrica
  1.2.1 Finalidade
  1.2.2 Principais variáveis
  1.2.3 Calor sensível, latente e total
  1.2.4 Processos psicrométricos
  1.2.5 Fator de calor sensível
  1.2.6 Mistura do ar
1.3 Principais processos de condicionamento de ar
1.4 Mistura do ar
1.5 Conforto térmico – um dos principais objetivos do ar condicionado
  1.5.1 Definição – conceitos atuais
  1.5.2 Avaliação do conforte térmico – normalização
  1.5.3 Softwares de avaliação do conforto térmico

2 - CÁLCULO DA CARGA TÉRMICA  
 2.1 Objetivos do cálculo da carga térmica – tipos de cálculo adequados a cada aplicação
2.2 Elementos de carga térmica
  2.2.1 Componentes da carga térmica
  2.2.2 Técnicas de redução da carga térmica – com vistas à redução dos custos de implantação e operacionais
2.3 Cálculo da vazão de ar
2.4 Técnicas de cálculo da carga térmica e suas aplicabilidades – tabelas,   planilhas e softwares

3 –SISTEMAS DE AR CONDICIONADO E SELEÇÃO DE EQUIPAMENTOS  
 3.1 Tipos de sistemas
     3.1.1 Expansão direta – Aparelhos de janela
     3.1.2 Expansão direta – Split System de ambiente
     3.1.3 Expansão direta – Self-contained com condensador   incorporado, self-contained com condensador remoto e Condicionador Split para dutos (“Splitão”)
     3.1.4 Expansão direta – Self-contained com condensação a água
     3.1.5 Expansão direta – Roo-top
     3.1.6 Expansão ditreta – Fluxo de Refrigerante Variável (VRV)
     3.1.7 Água gelada – Condicionadores tipo fancoil convencional
     3.1.8 Água gelada – Condicionadores tipo fancoil com Volume de Ar Variável
     3.1.9 Água gelada – Condicionadores tipo fancolete (Baby)
3.2 Seleção de condicionadores de ar
3.3 Seleção de unidades resfriadoras de líquido (Chillers)
3.4 Seleção de torres de resfriamento
3.5 Softwares de seleção de equipamentos

4. DISTRIBUIÇÃO DE AR E REDES DE DUTOS  
 4.1 Redes de dutos – princípios gerais
4.2 Métodos de dimensionamento de redes de dutos
     4.2.1 Método de Igual Perda
     4.2.2 Método da Recuperação Estática
4.3 Técnicas de dimensionamento de redes de dutos – ábacos e softwares
4.4 Balanceamento e comissionamento de redes de dutos
4.5 Distribuição de ar
     4.5.1 Introdução
     4.5.2 Seleção de grelhas e difusores
     4.5.3 Recomendações gerais
     4.5.4 Tabelas de seleção

5 - FUNDAMENTOS DE INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE  
 5.1 Introdução
5.2 Métodos básicos de controle
5.3 Zoneamento
5.4 Unidades de janela
5.5 Unidades compactas (self-contained)
5.6 Características do controle
5.7 Controle de umidade
5.8 Controle de volume
5.9 Controle de reaquecimento
5.10 Controle de ar de "by-pass"
5.11 Sistema "double-duct"

6. COGERAÇÃO  
 6.1 Sistemas de cogeração
6.2 Aplicações da cogeração
6.3 Panorama da cogeração no Brasil

7. EQUIPAMENTOS DE ABSORÇÃO  
 7.1 Ciclo de absorção
7.2 Tipos de equipamentos
7.3 Panorama da absorção no Brasil

8. TERMO-ACUMULAÇÃO  
 8.1 Elementos tarifários de energia elétrica
8.2 Tipos de sistemas
8.3 Panorama da termo-acumulação no Brasil

9. ANALISE TÉCNICA E ECONÔMICA DE SISTEMAS DE AR CONDICIONADO  
 9.1 Introdução
9.2 Critérios de análise de sistemas
     9.2.1 Custo inicial
     9.2.2 Custo operacional
     9.2.3 Confiabilidade
     9.2.4 Flexibilidade
     9.2.5 Facilidade de manutenção
     9.2.6 Conforto
9.3 Análise energética
     9.3.1 Carga térmica voltada para a análise energética
     9.3.2 Eficiência do sistema de ar condicionado
     9.3.3 Análise econômica
     9.3.4 Sistemas especiais para redução dos custos energéticos
     9.3.5 Otimização operacional
9.4 Simulação térmica e energética de edificações
     9.4.1 Programas de simulação
     9.4.2 Entrada e saída de dados
     9.4.3 Limitações

10. EXEMPLOS DE APLICAÇÃO DE AVALIAÇÃO ECONÔMICA SIMPLIFICADA  
 10.1 Estudos de caso

11. MANUTENÇÃO  
 11.1 Objetivos
11.2 Manutenção e qualidade do ar
11.3 Componentes principais
11.4 Contratos: pré-condições, índices, equipes
11.5 Problemas comuns e como evitá-los

12 - MINICONSULTORIA  
 Análise e discussão de casos trazidos pelos participantes.
 

publicado por pacar às 22:45

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Mercado de ar condicionad...

. Portaria do Ministério da...

. Ar Condicionado Comercial...

. Modelos de 7500 a 60000 B...

. Bosch apresenta gama de a...

. MODELOS DE AR CONDICIONAD...

. O que você precisa saber ...

. Curso : Engenharia do Ar ...

. Sistema de ar condicionad...

. Climatização de ambientes

.arquivos

. Julho 2006

. Abril 2006

.participar

. participe neste blog

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds