Sábado, 1 de Abril de 2006

Ar Condicionado Comercial e Industrial

Ar Condicionado Comercial e Industrial

Trabalhar, passear ou fazer compras em ambientes quentes ou frios não é nem agradável nem produtivo.  O mau gerenciamento das condições ambientais internas pode significar para uma empresa aumento dos custos de manutenção, perda de clientes e empregados insatisfeitos.  Durante muitos anos a Emerson abasteceu manufaturas e o comércio com os produtos e tecnologias em HVAC mais avançados e confiáveis, incluindo o eficiente compressor Scroll da Copelandâ e o termostato programável White-Rodgersâ.  Isto auxiliou na redução dos custos operacionais e na criação de ambientes confortáveis, em qualquer tipo de construção.  Com nossa gente, nossos produtos e nosso alcance global, a Emerson possui os recursos para oferecer as soluções em climatização com a melhor qualidade, a maior confiabilidade e o maior eficiência no uso da energia ao redor do mundo.

Tecnologia em compressores
Motores para mover ar
Motores herméticos
Termostatos padrão e programáveis
Dispositivos para proteção de sistemas
Dispositivos para controle de vazão
Válvulas eletrônicas
Sistemas de ignição a nitretos
Sensores e controles de temperatura
Sistemas de controle ambiental
Mancais e correias
Ventilação

A tecnologia de ventilação da Emerson faz com que o ar seja eficientemente distribuído pelas construções, prevenindo a estagnação do ar em hospitais, restaurantes, escritórios e outras instalações comerciais e industriais.  Esta tecnologia, usada em conjunto com filtros e purificadores de ar melhoram a qualidade do ar interno.  De ventiladores para cozinhas industriais a ventiladores de teto domésticos, nosso desempenho testado com padrões internacionais assegura a segurança e a confiabilidade dos produtos.  O desenvolvimento e o design avançados se traduzem em soluções duráveis e com eficiência no consumo de energia, para uma melhor ventilação.  Nossos produtos são os mais silenciosos e com a maior durabilidade disponíveis, e nossa experiência no mercado de HVAC se traduz nas melhores, mais inovadoras e mais produtivas soluções, entregues rapidamente através de nossa rede de distribuição mundial.

Ventiladores de teto e de parede industriais/comerciais
Ventiladores para cozinhas industriais
Ventiladores residenciais
Ventiladores de teto
publicado por pacar às 23:43

link do post | comentar | favorito
|

Modelos de 7500 a 60000 BTU's

Ar Condicionado 7.5000 Btu's
Medidas: 49,5 x 33,5 x 59cm (LxAxP) 220V
Peso: 38Kg / Consumo: 2.150W
Recomendado para ambientes de até 8m²

Ar Condicionado 10.500/12.000/18.000 Btu's
Medidas: 64 x 42,5 x 65cm (LxAxP) 220V
Peso: 48Kg/ 51Kg/ 56Kg / Consumo: 1.350W/ 1.480W/ 1.880W
Recomendado para ambiente de até 13m²/ 15m²/ 22m²
 
Ar Condicionado 30.000 Btu's
Medidas: 66 x 44,5 x 71,3cm (LxAxP) 220V
Peso: 69Kg / Consumo: 2.970W
Recomendado para ambientes de até 37m²
 
Ar Condicionado Portátil 12.000 Btu's
Medidas: 41 x 87 x 48cm (LxAxP) 127V
Peso: 35Kg / Consumo: 1.480W
Tubo de saída de ar quente 5"/ Saída Traz. 15cm
Recomendado para ambientes de até 15m²
 

Ar Condicionado Split Piso/Teto 18.000 Btu's
Refrigeração: 22m²
Evaporadora: 100,0 x 63,5 x 26,5cm (LxAxP) 22Kg
Condensadora: 87,5 x 64,0 x 33,0cm (LxAxP) 44Kg
Consumo: 1.943W
 
Ar Condicionado Split Piso/Teto 24.000 Btu's
Refrigeração: 30m²
Evaporadora: 138,0 x 63,5 x 26,5cm (LxAxP) 28,5Kg
Condensadora: 87,5 x 64,0 x 33,0cm (LxAxP) 51Kg
Consumo: 2.489W
 
Ar Condicionado Split Piso/Teto 60.000 Btu's
Refrigeração: 75m²
Evaporadora: 214,0 x 63,5 x 26,5cm (LxAxP) 47Kg
Condensadora: 115,0 x 100,0 x 45,0cm (LxAxP) 115Kg
Consumo: 5.864W
 
Ar Condicionado Split Hi-Wall (Parede) 24.000 Btu's
Evaporadora: 118 x 29,5 x 18cm (LxAxP) 20Kg
Condensadora: 87,5 x 64,0 x 33,0cm (LxAxP) 51Kg
Consumo: 2.489W
Recomendado para ambientes de até 30m²
 
Ar Condicionado Tri Split 12.000 Btu's

Para pequeno ou médio ambiente:
Ar Condicionado Split de 7.000 à 60.000 Btus:

Necessita de condensação externa.
Alguns modelos são dutáveis, sendo sua maior aplicação para exposição direta ao ambiente.
Com fino acabamento, é indicado para seu
escritório ou sua residência.

Split com controle remoto 
Aparelho de janela
Ar Condicionado Indididual-Janela de 7.500 à 30.000 Btus:
Equipamento convencional a ser instalado diretamente na parede ou na janela.
 
Ar Condicionado Portátil:
Equipamento de pequeno porte.
Recomendável para ambiente que não disponha de espaço aberto para condensação.

Ar condicionado portátil
Para Grandes Ambientes, Ar Condicionado Central:

Self Contained:
A distribuição do ar acontece por linhas de dutos e difusores de insuflamento.
Necessita de espaço externo para condensação ou linha liquida de resfriamento.

publicado por pacar às 23:26

link do post | comentar | favorito
|

Bosch apresenta gama de ar condicionado portátil

A Bosch acaba de lançar uma nova série de ar condicionado portátil, a PAM, que permite uma climatização exemplar, obtendo-se um elevado conforto durante todo o ano, em casa ou no escritório.

Esta nova linha é composta por três modelos: dois aparelhos cinza claro, com regulação electromecânica: o PAM19000 e o PAM18100 (este com função adicional de aquecimento) e um aparelho com controlo electrónico, em cor prata (PAM 20001), com manuseamento electrónico com função “auto”. Este modelo oferece um conforto adicional em todas as situações, devido ao display LCD de grande dimensão, que permite uma regulação mais fácil, desde a selecção da função e temperatura, pré-programação automática até à comunicação de anomalias. Funciona ainda como desumidificador, possuindo um depósito de 3 litros que, quando atinge a capacidade máxima, se desliga automaticamente.

Os três aparelhos da série PAM estão equipados com um filtro de ar integrado, de fácil acessibilidade, que pode ser trocado de uma forma muito prática.

A Bosch, pioneira em questões de ambiente, desenvolveu diversas inovações práticas nos novos modelos de ar condicionado. Os modelos da gama PAM reduzem o grau de humidade de forma saudável, purificam o ar de bactérias, pó, pólen e odores (como o de fumo de tabaco), proporcionando uma singular forma de frescura.

Ao contrário de muitos aparelhos tradicionais, que expelem o ar frio directamente para a frente, com os aparelhos de ar condicionado da linha PAM, o ar frio desce de uma forma natural, obtendo-se uma refrigeração homogénea, devido à existência de uma válvula na saída de ar na parte superior do aparelho.

Para além disso, uma das inovações do modelo electrónico PAM é a existência de saídas laterais de ar, que permitem uniformizar a climatização e ajudam a refrigerar o ambiente de uma forma mais rápida e efectiva.

No âmbito do lançamento desta nova gama, a Bosch está a desenvolver uma campanha, onde na compra de qualquer um destes três modelos, é oferecido um chapéu de praia (oferta limitada ao stock existente).


publicado por pacar às 23:24

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

MODELOS DE AR CONDICIONADO PORTÁTIL CONVAIR

 

Para obter ar fresco e limpo, coloque o equipamento junto a uma janela ou porta aberta.

Durante o fucionamento, é essencial ventilação do ar.

Para melhores resultados, mantenha o depósito cheio com água limpa e fresca.

Renova, filtra e arrefece o ar que vem do exterior.

 

VANTAGENS ADICIONAIS: (3 em 1).

 

Refrigera: Recolhem o ar do exterior e impulsionam-no para o interior, refrescando       

                  rapidamente e baixando vários graus à temperatura.

 

Humidifica:Graças ao seu sistema de evaporação de água, humidifica e refresca o ar

                  dotando-o de uma humidade relativa necessária ao ambiente para o conforto e 

                  para a saúde, não secando as vias respiratórias.

 

Regenera: Seu filtro especial limpa o ar procedente do exterior, sendo um grande beneficio

                  para pessoas com alergias, asmas e patologias respiratórias.

 


            - Ecológico: renovação a 100% do ar a cada 3 minutos.
            - Muito económicos.  
            - Funcionam com portas e janelas abertas. E no exteriores (terraços e jardins).

 

 

 

Características

Magicool

Silver 3M

Millénia

Mastercool

3.000 CM

Efeito de arrefecimento:

2.130 BTU/hr.

2.920 BTU/hr.

3.530 BTU/hr.

3.530 BTU/hr.

5.300 BTU/hr.

Caudal de ar:

500 M3/hr.

685 M3/hr.

1.050 M3/hr.

1.050 M3/hr.

1.530 M3/hr.

Áreas aprox.  habitação:

8 - 11 M2

8 - 11 M2

17 - 20 M2

17 - 20 M2

30 - 40 M2

Consumo de energia:

55 Watts

58 Watts

95 Watts

95 Watts

220 Watts

Capacidade dep. de água

13 Litros

13 Litros

15 Litros

15 Litros

21 Litros

Alimentação eléctrica:

220 V 50 HZ

220 V 50 HZ

220 V 50 HZ

220 V 50 HZ

220 V 50 HZ

Peso:

8,5 Kg.

8,5 Kg.

15 Kg.

15 Kg.

21 Kg.

Medidas: mm

380x710x260

380x710x260

550 x 1008 x420

550 x 760 x 42

630 x 1157 x 470

Garantia:

2 Anos

2 Anos

2 Anos

2 Anos

2 Anos

publicado por pacar às 23:20

link do post | comentar | favorito
|

O que você precisa saber sobre seu ar condicionado

Mantenha sempre limpo seu filtro de ar, da seguinte maneira
     
·Retire com cuidado; ·    lave com água e sabão; ·    deixe secar à sombra.         
      
Economize energia      
   
·Mantenha as portas e janelas fechadas ao usar o condicionador de ar ·    Regule adequadamente o termostato, mantendo a temperatura desejada no ambiente.         
         
Cuide da sua saúde         

·Nunca fume em ambiente climatizado, evitando a poluição do ar que não é renovável           
          
      
   
Clima          
O ar condicionado exeiste para fornecer um clima agradável ao ambiente ( entre 20 e 24 graus). Cuidado com o termostato, que regula a temperatura ambiente. Deve ser instalada de forma correta e, de preferência, só o responsável pelo ar condicionado deve ser autorizado a fazer a "regulagem".     -       
   
Reciclagem          
Mantenha sempre livre as entradas (insuflamento) e saídas (retorno) do ar que circula na área interna do ambiente climatizado. Modificações de colocações de divisórias, salas que não existiam, enfim, qualquer mudança de lay-out após a instalação leva a uma reavaliação do sistema projetado. Passa-se a não ter o mesmo rendimento do sistema de ar condicionado.    -       
   
Limpeza          
A limpeza de filtros e bandejas internas é fundamental. Um filtro obstruído reduz o fluxo de ar. A bandeja com acúmulo de água em pouco tempo é corroída além de proliferar fungos e bactérias e outros micro-organismos. O filtro de ar retêm as impurezas do ar e do ambiente e demandam cuidados especiais para limpeza.·    A manutenção deve ser feita por profissional habilitado, pois embora pareça simples, há muitos riscos neste trabalho. ·    Para a execução do serviço o aparelho deve estar desligado. ·    Em caso de limpeza do filtro com água morna e sabão neutro, verifique se está completamente seco antes de recolocá-lo no equipamento ·    Essa limpeza deve ser feita uma vez por mês, sendo que em ambientes muito poluídos faz-se semanalmente. ·    Nunca permita que se faça uso de qualquer produto inflamável perto dos equipamentos. O uso de gasolina, benzeno, thiners, inseticidas e outros podem danificar o aparelho além de serem extremamente tóxicos.           
   
Fungos e bactérias          
A limpeza das bandejas internas elimina o mau cheiro e a proliferação de fungos e bactérias e outros micro-organismos nocivos. A bandeja inferior é onde geralmente há acúmulo de água que com o tempo forma o "limo" que é uma colônia de micro-organismos dem desenvolvimento. Conservação da pintura e limpeza, com periodicidade adequada e aí tudo bem.    -  -       


publicado por pacar às 22:47

link do post | comentar | favorito
|

Curso : Engenharia do Ar Condicionado

Curso :  Engenharia do Ar Condicionado     

--------------------------------------------------------------------------------
Período :  24/04/2006 a 28/04/2006  

--------------------------------------------------------------------------------
Local :  Rio de Janeiro

--------------------------------------------------------------------------------
Carga Horária :  40 horas

--------------------------------------------------------------------------------
Instrutor (es): Maurício de Barros ,   Wilson S.Teixeira .  

--------------------------------------------------------------------------------
Taxa de Inscrição :  R$ 4.780,00 Já incluídos todo o material didático, almoços e coffee-breaks durante o evento
 

--------------------------------------------------------------------------------
Objetivo :  Capacitar o profissional a elaborar, implantar, avaliar e manter sistemas de ar condicionado.

--------------------------------------------------------------------------------
Público Alvo :  Engenheiros, arquitetos, gerentes prediais, técnicos e demais profissionais que atuam ou estejam se iniciando na área.

--------------------------------------------------------------------------------


PROGRAMA DO CURSO


1 - CONFORTO TÉRMICO E PSICROMETRIA  
 1.1 Conceitos fundamentais sobre o ar atmosférico
1.2 A carta psicrométrica
  1.2.1 Finalidade
  1.2.2 Principais variáveis
  1.2.3 Calor sensível, latente e total
  1.2.4 Processos psicrométricos
  1.2.5 Fator de calor sensível
  1.2.6 Mistura do ar
1.3 Principais processos de condicionamento de ar
1.4 Mistura do ar
1.5 Conforto térmico – um dos principais objetivos do ar condicionado
  1.5.1 Definição – conceitos atuais
  1.5.2 Avaliação do conforte térmico – normalização
  1.5.3 Softwares de avaliação do conforto térmico

2 - CÁLCULO DA CARGA TÉRMICA  
 2.1 Objetivos do cálculo da carga térmica – tipos de cálculo adequados a cada aplicação
2.2 Elementos de carga térmica
  2.2.1 Componentes da carga térmica
  2.2.2 Técnicas de redução da carga térmica – com vistas à redução dos custos de implantação e operacionais
2.3 Cálculo da vazão de ar
2.4 Técnicas de cálculo da carga térmica e suas aplicabilidades – tabelas,   planilhas e softwares

3 –SISTEMAS DE AR CONDICIONADO E SELEÇÃO DE EQUIPAMENTOS  
 3.1 Tipos de sistemas
     3.1.1 Expansão direta – Aparelhos de janela
     3.1.2 Expansão direta – Split System de ambiente
     3.1.3 Expansão direta – Self-contained com condensador   incorporado, self-contained com condensador remoto e Condicionador Split para dutos (“Splitão”)
     3.1.4 Expansão direta – Self-contained com condensação a água
     3.1.5 Expansão direta – Roo-top
     3.1.6 Expansão ditreta – Fluxo de Refrigerante Variável (VRV)
     3.1.7 Água gelada – Condicionadores tipo fancoil convencional
     3.1.8 Água gelada – Condicionadores tipo fancoil com Volume de Ar Variável
     3.1.9 Água gelada – Condicionadores tipo fancolete (Baby)
3.2 Seleção de condicionadores de ar
3.3 Seleção de unidades resfriadoras de líquido (Chillers)
3.4 Seleção de torres de resfriamento
3.5 Softwares de seleção de equipamentos

4. DISTRIBUIÇÃO DE AR E REDES DE DUTOS  
 4.1 Redes de dutos – princípios gerais
4.2 Métodos de dimensionamento de redes de dutos
     4.2.1 Método de Igual Perda
     4.2.2 Método da Recuperação Estática
4.3 Técnicas de dimensionamento de redes de dutos – ábacos e softwares
4.4 Balanceamento e comissionamento de redes de dutos
4.5 Distribuição de ar
     4.5.1 Introdução
     4.5.2 Seleção de grelhas e difusores
     4.5.3 Recomendações gerais
     4.5.4 Tabelas de seleção

5 - FUNDAMENTOS DE INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE  
 5.1 Introdução
5.2 Métodos básicos de controle
5.3 Zoneamento
5.4 Unidades de janela
5.5 Unidades compactas (self-contained)
5.6 Características do controle
5.7 Controle de umidade
5.8 Controle de volume
5.9 Controle de reaquecimento
5.10 Controle de ar de "by-pass"
5.11 Sistema "double-duct"

6. COGERAÇÃO  
 6.1 Sistemas de cogeração
6.2 Aplicações da cogeração
6.3 Panorama da cogeração no Brasil

7. EQUIPAMENTOS DE ABSORÇÃO  
 7.1 Ciclo de absorção
7.2 Tipos de equipamentos
7.3 Panorama da absorção no Brasil

8. TERMO-ACUMULAÇÃO  
 8.1 Elementos tarifários de energia elétrica
8.2 Tipos de sistemas
8.3 Panorama da termo-acumulação no Brasil

9. ANALISE TÉCNICA E ECONÔMICA DE SISTEMAS DE AR CONDICIONADO  
 9.1 Introdução
9.2 Critérios de análise de sistemas
     9.2.1 Custo inicial
     9.2.2 Custo operacional
     9.2.3 Confiabilidade
     9.2.4 Flexibilidade
     9.2.5 Facilidade de manutenção
     9.2.6 Conforto
9.3 Análise energética
     9.3.1 Carga térmica voltada para a análise energética
     9.3.2 Eficiência do sistema de ar condicionado
     9.3.3 Análise econômica
     9.3.4 Sistemas especiais para redução dos custos energéticos
     9.3.5 Otimização operacional
9.4 Simulação térmica e energética de edificações
     9.4.1 Programas de simulação
     9.4.2 Entrada e saída de dados
     9.4.3 Limitações

10. EXEMPLOS DE APLICAÇÃO DE AVALIAÇÃO ECONÔMICA SIMPLIFICADA  
 10.1 Estudos de caso

11. MANUTENÇÃO  
 11.1 Objetivos
11.2 Manutenção e qualidade do ar
11.3 Componentes principais
11.4 Contratos: pré-condições, índices, equipes
11.5 Problemas comuns e como evitá-los

12 - MINICONSULTORIA  
 Análise e discussão de casos trazidos pelos participantes.
 

publicado por pacar às 22:45

link do post | comentar | favorito
|

Sistema de ar condicionado com insuflamento pelo piso

Sistema de ar condicionado com insuflamento pelo piso em ambientes de escritórios: avaliação do conforto térmico e condições de operação.
Desde a introdução do conceito de escritório aberto, o tipo de ocupação e a distribuição das cargas internas têm sofrido grandes mudanças, requerendo maior flexibilidade nos edifícios. Além disto, avaliações de desempenho de edifícios de escritórios da atualidade têm apresentado resultados que são fortes indicadores da necessidade de mudanças de conceitos de projeto, operação e uso de sistemas de condicionamento de ar, devido ao elevado nível de insatisfação dos usuários quanto ao conforto e à qualidade do ar. Para tentar solucionar estes problemas, outro conceito em distribuição de ar, já em uso nos países desenvolvidos, está começando a ser adotado também no Brasil; trata-se de insuflamento pelo piso, com difusores instalados em placas de piso elevado e nas estações de trabalho, que permitem flexibilidade e controle individual de vazão de ar. Neste trabalho foi feita a avaliação de sistema de condicionamento de ar com insuflamento pelo piso em um laboratório com condições controladas. O laboratório em que foram realizados os ensaios foi projetado e instalado com características similares àquelas de ambientes reais de edifícios de escritórios. Este fato, aliado à participação de usuários no processo de avaliação das condições de conforto térmico, tornaram possível a definição de parâmetros para a elaboração de projetos bem como para o estabelecimento de um modo eficaz de operação do sistema. O processo de avaliação das condições de conforto térmico no ambiente envolveu três etapas. Inicialmente, foram feitas medições das variáveis de conforto térmico no ambiente e de variáveis do sistema utilizando simuladores. Posteriormente, foi realizada a avaliação subjetiva do conforto térmico, com a substituição dos simuladores por pessoas no ambiente (usuários), nas mesmas condições da etapa anterior. Finalmente, foram feitas as medições das variáveis de conforto nas zonas de ocupação – micro climas – na condição de condicionamento individualizado, promovido por ajustes de vazão de ar e direcionamento do fluxo pelos usuários. Os resultados da avaliação permitem concluir que o sistema de condicionamento de ar com insuflamento pelo piso atende às expectativas para promover conforto térmico aos usuários de edifícios de escritórios com potencial de conservação de energia.


publicado por pacar às 22:41

link do post | comentar | favorito
|

Climatização de ambientes

Ambientes domésticos e pequenos ambientes comerciais
 
Para viver melhor e com mais conforto em casa ou no trabalho, muitas vezes precisamos controlar a temperatura ambiente, a ventilação, a umidade e a pureza do ar. Isto é, buscamos o conforto térmico e as condições climáticas ideais, que variam de acordo com as nossas atividades.  
  
 
   Por exemplo, para dormir precisamos de certas condições de temperatura, umidade, ventilação e pureza do ar. Ao trabalhar, estas condições mudam. E ao assistir TV, mudam novamente. Isto também vale para os animais e as plantas, e até mesmo para as máquinas (as salas de computadores, em geral, são climatizadas).


O custo para climatizar um ambiente depende de diversos fatores. Além do clima local, é necessário considerar como a casa ou o prédio se comportam neste clima.


A arquitetura é o ponto de partida. Um bom projeto e um sistema de climatização bem desenvolvidos, bem instalados e bem conservados, proporcionam conforto e economia, tanto no custo dos equipamentos quanto no consumo de energia.


publicado por pacar às 22:33

link do post | comentar | favorito
|

CONFORTO TÉRMICO

A ASHRAE4 (apud. AMORIM, 1998) define conforto térmico como “... um estado de espírito que reflete a satisfação com o ambiente térmico que envolve a pessoa”. O conceito de FROTA e SCHIFFER (2001, p.20) leva em consideração mecanismos termorreguladores e a atividade humana. Assim, o conforto térmico é definido como a sensação do organismo quando perde para o ambiente o calor produzido pelo metabolismo, sem recorrer a nenhum mecanismo termorregulador.

O metabolismo é o processo onde o organismo transforma as calorias adquiridas pelos alimentos em energia, usando o oxigênio extraído do ar pela respiração. Desta energia, aproximadamente 80% se transforma em calor e 20% em potencial de trabalho (ARAÚJO, 1999, p. 18). A energia transformada em calor necessita ser dissipada para que o organismo mantenha a temperatura interna constante, isto é em torno de 37°.

Fanger (apud. LAMBERS et all, 1997, p. 43) criou um índice de conforto térmico muito sintético que leva em consideração as variáveis ambientais e também atividade física e vestimenta da pessoa. No seu trabalho, Fanger avaliou os indivíduos de diferentes nacionalidades, idades e sexos, obtendo o voto médio predito (PMV – predicted mean vote) para as determinadas condições ambientais. PMV consiste em valor numérico que expressa a sensibilidade humana ao calor e ao frio. Para o conforto térmico o valor é zero, para o frio é negativo e para o calor positivo.

Os limites de temperatura sugeridos pela ASHRAE (apud. AMORIM, 1998, p.32), em condições de ar parado, são de 18-25°C no inverno e 20-27°C no verão; temperaturas maiores são toleráveis (até 30°) com baixos valores da umidade (até 15 g/kg). Para os países em desenvolvimento sugere-se uma elevação de 2°C no limite máximo da temperatura e de 2 g/kg no valor máximo da umidade. Com o aumento da velocidade do ar para até 2m/s, a temperatura máxima aceitável pode chegar a 32°C e o conteúdo de vapor d’água a 19 g/kg (90% de umidade), desde que estes valores não ocorram simultaneamente (AMORIM, 1998, p.32).

Resumindo os dados acima podemos concluir que a ASHRAE sugere para o clima os limites de conforto térmico de 18–27°C no inverno e 20-29°C no verão, para o ar parado.


Para esfriar o ambiente. E o bolso

O conforto térmico no interior das edificações depende de aspectos como insolação, ventos dominantes e características do entorno, além do posicionamento do edifício no lote, tipo de fachada, espessura de paredes, dimensão das aberturas e materiais empregados.

O sistema de ar condicionado é recurso complementar que, quando bem planejado, ajuda a garantir o bem-estar com custos reduzidos de operação e manutenção.

Segundo Simon Levy, consultor técnico da Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (Abrava),
o ideal é que o sistema de refrigeração seja desenvolvido juntamente com o projeto da edificação, independentemente de seu porte.

Dessa forma é possível adotar opções mais eficientes, reduzir interferências com outros sistemas, prever necessidades elétricas e escolher equipamentos que garantam a melhor relação custo/benefício para cada empreendimento.

Se o projeto de arquitetura for desenvolvido previament
, dificilmente o projeto de ar condicionado poderá contemplar todos esses aspectos. Isso implica a necessidade de adaptação às condições impostas, o que nem sempre garante bons resultados. Além disso, o projetista prevê os recursos adequados para renovação e filtragem do ar, além de dar tratamento diferenciado a ambientes que apresentam demandas especiais, como hospitais, teatros, salas de reuniões ou CPDs.

O arquiteto precisa do respaldo da engenharia para alcançar as melhores soluções e os menores custos”, afirma Levy. No caso dos aparelhos de janela, convém ao menos buscar orientação para a escolha do modelo junto da equipe técnica do fabricante.

É importante destacar que qualquer relação entre a capacidade do sistema e a área a ser atendida serve exclusivamente como referência inicial, uma vez que a especificação correta depende da configuração física do espaço e de sua carga térmica, dado que varia em função da incidência solar e do calor gerado por pessoas e equipamentos. Considerando uma carga térmica média, pode-se dizer que uma tonelada de refrigeração é o suficiente para áreas entre 18 e 20 metros quadrados.

O engenheiro Carlos Kayano, diretor da Thermoplan, empresa de projetos e consultoria, chama a atenção para a importância de ouvir o autor do projeto de ar condicionado em duas situações. A primeira é na ocupação do espaço em prédios novos. “Geralmente os projetos são feitos considerando pavimentos abertos; portanto, precisa haver adaptações em acordo com a distribuição de salas fechadas e divisórias, para que o zoneamento do ar leve em conta as variadas cargas térmicas”, diz.

O mesmo vale sempre que forem realizadas mudanças de layout em escritórios, uma vez que a remoção e a colocação de divisórias, mesmo que pequenas, interferem no funcionamento do sistema. “O profissional redistribuirá as bocas de saída de ar e fará adaptações para atender à nova ocupação e evitar a formação de bolsões quentes ou frios”, ele detalha.


Opções no mercado

De acordo com Levy, o princípio de funcionamento dos sistemas de ar condicionado é o mesmo que o da geladeira. Ambos são compostos por compressor e condensador (partes ruidosas do equipamento) e também pelo evaporador (silencioso). Os sistemas dividem-se em duas modalidades de expansão do ar frio.

Os de expansão direta são aqueles em que o gás refrigerante é o responsável pelo resfriamento do ar injetado no ambiente, como ocorre nos aparelhos de janela e nos equipamentos do tipo split.

Os de expansão indireta são aqueles em que o gás refrigerante resfria a água que circula pelo sistema, sendo esta a responsável pelo resfriamento do ar. Esse é o funcionamento das centrais de água gelada.

Independentemente da opção feita, o bom ar-condicionado é aquele que promove o conforto térmico, passando despercebido.

O sistema mais simples disponível no mercado é o chamado aparelho de janela, que tem todos os seus componentes instalados num único volume. Sua potência é medida pela unidade inglesa British Thermal Unit (BTU/hora). Os modelos compactos encontrados atualmente nas lojas de eletrodomésticos já apresentam consumo de energia elétrica bastante inferior, em comparação com as versões antigas. Porém, como trabalham com baixas capacidades, seus níveis de perda são os maiores dentre todos os tipos.

Em projetos que empregam apenas duas ou três unidades, a diferença no consumo de energia tem menor impacto, também relacionado ao número de horas de uso diário e às temperaturas médias da região. “De modo geral, é uma solução simples e barata para situações em que um investimento maior não compensa ou quando não é possível usar outro sistema”, entende Levy.

Os aparelhos compactos estão disponíveis em versões de menor potência, na faixa de 7 mil BTUs, até os de grande capacidade, com 30 mil BTUs. Os primeiros são indicados para ambientes de dez a 15 metros quadrados. Os mais potentes atendem a áreas de até 60 metros quadrados, porém seu uso deve considerar a distribuição desigual do ar pelo ambiente e a formação de bolsões quentes, alerta Kayano. Os equipamentos de capacidade intermediária, na faixa dos 18 mil BTUs, são próprios para espaços com cerca de 30 metros quadrados.

De acordo com Kayano, a instalação do aparelho de janela é simples, mas requer atenção para alguns pontos importantes, como a existência de uma parede externa e de estrutura que suporte o peso do equipamento, inclinação correta para a drenagem da água pelo lado externo, disponibilidade de circuito elétrico independente e uso de disjuntor de capacidade compatível com a máquina. Também é importante prestar atenção às informações do selo Procel, que indica o consumo do aparelho.


Sistemas do tipo split

A potência dos aparelhos do tipo split é medida em BTUs/hora ou por tonelada de refrigeração (TR) - 1 TR equivale a 12 mil BTUs/hora. A principal característica desse sistema é a instalação das partes ruidosas do equipamento em áreas externas, deixando apenas a unidade evaporadora no interior dos ambientes, instalada no forro ou em paredes. Segundo Levy, outras vantagens estão na possibilidade de controle individual e nos compressores de alta eficiência.

De acordo com Kayano, existem splits em que uma máquina externa atende uma, duas ou três evaporadoras. O sistema multisplit é o que apresenta uma máquina externa para até 30 ou 40 unidades internas, dependendo da capacidade necessária em cada ponto. Esse tipo possui uma central que distribui o gás refrigerante em volumes individuais para cada espaço.

Kayano informa que, em sistemas multisplit, o projeto permite dispor as unidades até cem metros lineares distante uma da outra; também se pode trabalhar com uma diferença de 50 metros de altura entre as unidades condensadora e evaporadora.

A ligação entre as partes interna e externa é feita por meio de dutos e quanto maior a distância, maiores serão as perdas do sistema.

Segundo Levy, os equipamentos do tipo split estão substituindo rapidamente os aparelhos de janela e também já disputam mercado com os sistemas centrais. “Dentro de algum tempo, o custo dos splits de grandes capacidades se tornará mais acessível e esse tipo de sistema ganhará mais espaço ainda”, prevê.

A explicação está no conforto que ele proporciona e na grande oferta de produtos, o que requer atenção para as diferentes capacidades e procedências.

Essa popularidade, no entanto, tem levado alguns arquitetos a cometer o engano de acreditar que o split é a resposta para todas as necessidades. Como acontece com qualquer equipamento, as condições gerais é que definirão se seu uso é adequado à edificação.

“São muitas variáveis a considerar. Por isso, não existe uma solução única que sirva para qualquer tipo de projeto”, alerta Kayano.

De acordo com o engenheiro, o sistema split requer espaço para a instalação de equipamentos internos e externos e infra-estrutura elétrica coerente com a potência das várias máquinas, itens nem sempre disponíveis nas edificações. Outra questão importante a observar é que a maioria dos splits não prevê a troca do ar nos ambientes. “Somente modelos especiais renovam o ar”, afirma Levy.

Nos demais casos, essa operação requer um sistema à parte e também demanda espaço e infra-estrutura, completa Kayano. Quando o sistema de ar condicionado é previsto para atender o edifício integralmente, as instalações centrais têm custo inferior ao do split. Além disso, quando o sistema é concentrado, evita-se o superdimensionamento necessário para que os aparelhos unitários atendam às diferentes condições térmicas de cada fachada ao longo do dia: o sistema central já prevê essa compensação sem que isso implique maior capacidade operacional.

O split é considerado uma boa opção para edifícios de escritórios ou consultórios. “Se há muitos donos, é melhor partir para soluções individuais, pois o sistema central causa problemas no rateamento das despesas”, completa Kayano.


Centrais de água gelada

As centrais de água gelada também evoluíram nos últimos anos. O desenvolvimento de novos componentes, como os compressores rotativos, levou a uma significativa redução no consumo de energia elétrica. Os equipamentos disponíveis no mercado em 1990 tinham consumo médio de 1,2 KW/TR; dez anos depois, essa média já estava em 0,55 KW/TR. Entre as vantagens do sistema central está a concentração da grande carga elétrica junto do chiller, o que dispensa tomadas especiais em outros pontos da edificação.

O ar-condicionado central é o mais adequado para projetos que prevêem o insuflamento de ar pelo piso ou o chamado “teto frio”, um novo sistema, ainda pouco usado no Brasil, em que a difusão do ar é feita por meio de forro metálico com serpentinas. A água gelada corre por esses pequenos canais, promovendo o resfriamento do ar por irradiação.

É uma espécie de calefação ao contrário”,
resume Kayano.

Nos sistemas centrais, a água é resfriada no chiller, instalado na casa de máquinas, e dali segue para os andares por meio de dutos isolados termicamente. A água utilizada retorna à central e é novamente resfriada. Esse sistema pode ou não ser combinado a tanques de termoacumulação, complemento que permite a fabricação e o armazenamento de gelo nos horários em que as tarifas de energia são menores e sua utilização nos horários de pico, quando a eletricidade é mais cara. A termoacumulação é indicada para projetos a partir de 500 TR por hora.

O investimento inicial nesse sistema é mais alto, porém seu custo operacional é o mais vantajoso. Devido ao tamanho dos equipamentos, deve-se reservar espaço para sua acomodação, operação e manutenção; o peso das máquinas e dos tanques também deve ser considerado, pois é dado importante para o projeto estrutural da edificação. Isso significa que o sistema central deve ser previsto na fase inicial do projeto de arquitetura.

Com ou sem termoacumulação, os sistemas centrais tornam-se mais econômicos quando empregam as válvulas de volume de ar variável (VAV) dotadas de sensores que captam as variações de temperatura. “Se ela está mais alta, a VAV abre automaticamente; se está mais baixa, ela fecha”, finaliza Kayano.

publicado por pacar às 22:29

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Produtividade: Climatize o ambiente e veja a produtividade crescer

Ar Condicionado Aumenta a produtividade dos funcionários     
Os condicionadores de ar permitem manter um ambiente ameno e agradável, qualquer que seja a estação do ano e as condições climáticas. Sua utilização garante a temperatura ambiente ideal, gerando conforto, produtividade, saúde e bem-estar.O condicionador de ar do tipo Sistema Central é largamente utilizado em indústrias em geral, indústrias alimentícias, farmacêuticas, hospitalares, estabelecimentos comerciais e outros.Pode ser dos tipos:• Central com Água Gelada: Chiller, Torre, Bombas, Rede Hidraúlica e Condicionadores de Ar• Self a Água: Torre, Bombas, Rede Hidraúlica e Condicionadores de Ar• Self a Ar: Condicionadores de Ar e Rede de Dutos.


publicado por pacar às 21:28

link do post | comentar | favorito
|

Manutenção

Há onze anos no mercado, a Empresa Ar-condicionado está habilitada ao fornecimento, instalação e manutenção de sistemas termomecânico e de movimento de ar, onde a qualidade e as boas normas da especialidade são requisitos fundamentais para o bom desenvolvimento do projeto. Os projetos desenvolvidos por nossos engenheiros oferecem soluções técnicas e adequadas para os mais diversificados seguimentos, destacando-se em áreas: industriais, residênciais, hospitalares, telecomunicações em geral, bancárias, aeroportuárias, hotelaria, entre outras, tudo aliado a custos reduzidos,funcionalidade e prazos garantidos. A vasta experiência na implantação e manutenção de sistemas centrais de ar-condicionado, aliada a criatividade de nossos profissionais, nos deixam seguros para podermos lhe oferecer um projeto de acordo com suas necessidades, como atesta os diversos empreendimentos em que participamos.

Nós estamos habilitados no fornecimento e instalação de sistema de ar condicionado, onde a qualidade e as boas normas de especialidade são requisitos fundamentais. Nós desenvolvemos projetos que oferecem soluções técnicas adequadas para os mais diversificados segmentos, destacando-se as áreas: industrial, residencial, hospitalar, aeroportos, bancos, telecomunicações, hotéis, mineração e outras, tudo aliado a funcionalidade e custo reduzidos. Contamos também com técnicos especializados nas instalações dos sistemas de ar condicionado. E para o seu maior conforto e facilidade nós enviaremos um de nossos técnicos para uma visita na qual avaliaremos o melhor local e aparelho de ar condicionado para o ambiente a ser instalado, e em até 24 horas enviaremos uma orçamento para ser analisado. Você constatando que o nosso preço e forma de pagamento são os melhores do mercado, com certeza irá fazer a sua instalação conosco

Contamos com técnicos altamente capacitados para realizar a sua manutenção corretiva com os mais rígidos padrões de qualidade e funcionalidade, tendo assim a maior tranqüilidade em contratar nossos serviços. E ainda mais, fornecemos e instalamos todas as peças danificadas do seu aparelho de ar condicionado e para a sua maior comodidade estaremos enviando um de nossos técnicos para avaliar qual o problema do seu equipamento de ar condicionado e, em até 24 horas enviaremos o nosso orçamento para a sua análise. Comprovando que o nosso preço e funcionalidade são os melhores do mercado, marcaremos o melhor dia e horário para a efetuar a manutenção corretiva no seu equipamento de ar condicionado.
Limpeza e higienização em dutos de ar condicionado com a utilizando o processo COLLOM.

· Recolhemos amostra das partículas, depositadas na área interna dos dutos para analise microbiológica em ponto, antes e depois da limpeza.

· Utilizamos um sistema de vídeo inspeção em algumas áreas internas dos dutos com filmagem e gravação de fita VHS, antes e depois da limpeza, que será fornecido ao cliente.

· Relatório técnico com análise dos problemas encontrados.

· Laudos do laboratório microbiológico, etc.

Nós contamos com a mais completa e variada manutenção preventiva nos equipamentos de ar condicionados de ar do mercado, sempre com a maior facilidade, conforto, qualidade e o menor preço para os nossos clientes. Conforme a necessidade de cada cliente e do equipamento executamos a manutenção preventiva obtendo um conforto térmico.

· Manutenção em quadros do sistema elétrico.

· Torre de resfriamento de água.

· Bomba de água.


Manutenção
Efetuamos quaisquer tipo de manutenção no sistema de ar automotivo de veículo seja nacional ou importados de todas as marcas.

Carga de Gás 
Efetuamos troca de gás R-12 e R-134, utilizando bomba de vácuo para um perfeito funcionamento do sistema após a troca. Com o uso de nossa unidade móvel podemos efetuar este serviço sem o cliente sair de casa, trabalho ou empresa.

Compressores 
Efetuamos recondicionamento de compressores de todas as marcas (Denso, Harison etc). Nossa equipe é especializada para oferecer o melhor serviço, proporcionando maior garantia para nossos clientes.

Instalação 
Efetuamos instalação de kits de ar condicionado (Delphi e DuploAr) em veículos nacionais e importados.

Higienização 
Efetuamos a llimpeza do sistema de ar e trocamos o filtro de ar do veículos.


A empresa foi criada no ano de 1994 para ser uma empresa de referência em ar condicionado automotivo, por atender seus clientes de maneira inovadora, ou seja, com uma unidade móvel equipada para solucionar quaisquer tipo de problema que o veículo possa ter relacionado ao sistema de ar, trazendo para o cliente maior conforto, pois atendemos em domicílio, no trabalho ou na empresa. Efetuamos manutenção, instalação e carga de gás em veículos nacionais e importados. Nossos profissionais contam com uma larga experiência no ramo, tendo habilidade para resolver quaisquer problemas que o veículo venha a ter. Além disso atuamos no recondicionamento de compressores de todas as marcas e modelos, utilizando da mais alta tecnologia para proporcionar uma maior garantia aos nossos clientes.
publicado por pacar às 21:24

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Modelos e Tipos de Condicionadores de Ar


Sistema Double Multi SplitUm sistema eficiente e econômico de condicionar o ar simultâneamente para dois ambientes podendo combinar uma unidade condensadora externa com duas unidades evaporadoras internas do tipo Parede, Teto, Piso ou Embutida, com objetivo de atender espaço e decoração.


Sistema Triple Multi SplitUm sistema eficiente e econômico de condicionar a ar simultâneamente para três ambientes podendo combinar uma unidade condensadora externa com três unidades evaporadoras internas do tipo Parede, Teto, Piso ou Embutida, com objetivo de atender espaço e decoração.

A linha Illusion MiniSplit foi projetada para não ficar visível em instalações de conforto tais como residências, escritórios e lojas. É facilmente instalado em forro falso. Illusion é a solução ideal para novas instalações, bem como para a substituição de equipamentos em instalações já existentes. O motor do ventilador possui três velocidades, permitindo a escolha da vazão do ar, também disponível com kit de controle remoto sem fio.


A linha High Wall Mini-Split é super prática e bonita, possui controle remoto sem fio e pode ser tanto só frio, quanto quente e frio, com capacidade que varia de 9.000Btu/h à 18.000Btu/h. Veja agora alguns benefícios e conforto que essa linha oferece:
· Controle de temperatura automático;
· Controle remoto sem fio;
· Filtro de ar lavável;
· Auto restart (Permite memorizar todos os reajuste durante a falta de energia elétrica, reiniciando automaticamente);
· Contém 3 velocidade da ar ajustável;
· Permite ajustar facilmente a vazão de ar pelo controle remoto;
· Sistema Timer (ajusta a hora que o sistema ligará ou desligará);
· Modo Sllep (dormir);
· Modo desumidificador (reduz a umidade).


A linha Stylus Trane é prática e moderna com sistema conversível Mini-Split. Projetada para todas as suas necessidades, estamos certos de que a linha Stylus atende praticamente qualquer aplicação, seja nova instalação ou substituição, e com capacidade de 12.000Btu/h à 36.000Btu/h. Veja alguns benefícios que você encontra nessa linha:
· Flexibilidade - instalação conversível para a posição teto ou piso.;
· Comodidade - distribuição automática de ar;
· De fácil manejo - com controle remoto sem fio;
· Modo Noturno - ajusta automaticamente a temperatura, com economia e conforto enquanto você dorme;
· Controlador de emergência - em caso de perda do controle remoto ou pilhas gasta, os últimos valores fixados no controle se mantém, permitindo a operação da unidade sem o controle remoto;
· Confiabilidade - sistema interno de proteção proporciona intervalo de três minutos entre partidas, evitando-se reciclagem do compressor e outros danos ao sistema.

A linha Stylus Trane Systems é prática e moderna com sistema conversível Mini-Split. Projetada para todas as suas necessidades, estamos certos de que a linha Stylus atende praticamente qualquer aplicação, seja nova instalação ou substituição, e com capacidade de 42.000Btu/h à 60.000Btu/h. Veja alguns benefícios que você encontra nessa linha:
· Inovação - projetado especialmente para aplicações comerciais leves;
· Flexibilidade - instalação conversível tanto em posição de teto ou parede baixa;
· Comodidade - vem com controle remoto com fio instalado pela fábrica, evita que se perca o controle remoto;
· Controle remoto sem fio opcional - para maior flexibilidade;
· Aquecedor elétrico opcional - para uma melhor seleção da unidade adequada;
· Qualidade - todos os componentes são testados individualmente e cada unidade é submetida a uma prova de funcionamento antes de sair da fábrica;
· Confiabilidade - sistema interno de proteção proporciona intervalo de três minutos entre partidas, evitando-se reciclagem do compressor e outros danos ao sistema.

Com um design inovador neste segmento, o Split Totaline compõe de forma harmônica ambientes residenciais e comerciais, tais como: restaurantes, salões, casas noturnas, escritórios, salas de recepção, lojas, etc. Confira à seguir, algumas características:
· Design moderno e discreto;
· Instalação versátil:
   - Console (piso);
   - Underceiling (sob o teto);
· Unidade interna mais leve e compacta, em plástico de alta resistência;
· Filtros de ar de fácil remoção;
· Direcionamento horizontal e vertical do ar insuflado;
· Ampla gama de capacidades;
· Três velocidades de insuflamento;
· Unidades internas fornecidas em duas opções de controle:
   - Série C/H: controle remoto com fio;
   - Série CE/HE: controle remoto sem fio com display de cristal líquido.

Na nova linha Split Hi Wall você encontra as seguintes características:
· Design moderno e discreto;
· Operação Silenciosa;
· Baixo Consumo;
· Controle microprocessado de temperatura;
· Controle remoto com display de cristal líquido;
· Timer 24 horas;
· Três velocidades de insuflamento;
· Função Sleep (repouso).

A linha Innovare Air Split opera com baixo nível de ruído e consumo de energia, sua fácil operação proporciona o conforto e a tranqüilidade de usufruir em sua residência, escritório ou consultório. Confira logo abaixo, as características dessa linha:
· Comando com chaves rotativasde fácil operação;
· Gabinetes em plástico de alta resistência, mais leves e compactos;
· Operação silenciosa;
· Instalação versátil;
· Filtro de ar de fácil remoção;
· Baixo consumo de energia (compressor rotativo).

As novas Cortinas de Ar Totaline foram criadas especialmente para lojas, escritórios, restaurantes, shopping centers, hotéis, entre outros estabelecimentos, proporcionando muita satisfação e conforto, além de uma grande economia de energia. Confira algumas características do produto:
· Tamanha compacto;
· Disponível em 4 modelos;
· Super leves;
· Motor monofásico (2 velocidades);
· Baixo nível de ruído (50 db);
· Fácil instalação;
·Melhor custo-benefício.

Com os Condicionadores de ar da linhaMundial você faz o clima. Nas versões Frio ou Quente/Frio, uma linha completa garante o atendimento às necessidades de cada ambiente. E você ainda pode contar com uma rede autorizada de instaladores. Os produtos com 18.000 e 21.000/30.000 Btu/h têm garantia de 3 anos contra corrosão do gabinete, 1 ano contra defeitos de fabricação e de material.

A linha Split Plasma é a mais completa, prática e bonita do mercado. Confira!

· Filtro Plasma - Sistema de Purificação de Ar (lavável);O sistema de purificação de ar Plasma é um filtro especial, desenvolvido exclusivamente pela LG, que remove não somente poeira mas também ácaros, pólen e pêlos de animais domésticos, evitando assim doenças alérgicas como bronquite. Este filtro pode ser usado várias vezes, podendo limpá-lo através de uma simples lavagem com água corrente. Podendo ser só Frio ou Frio/Quente, com capacidade que varia de 8.000Btu/h à 24.000Btu/h. · Jet Cool Air 5.8m - Sistema exclusivo de refrigeração;A função Jet Cool é utilizada neste modo para refrigeração rápida do ambiente. O insuflamento do ar é feito em alta velocidade, até que a temperatura do ambiente atinja 18ºC. · Brisa Natural - Usando o balanço CHAOS;A nova teoria CHAOS é uma tecnologia que revive o ar mais natural por meio do controle do ângulo e velocidade do movimento das venezianas. Comparado com a freqüência, o fluxo de ar CHAOS mostrou ser muito semelhante ao fluxo de ar natural. A nova tecnologia de balanço CHAOS também minimiza a diferença de temperatura entre os locais quente e frio, no ambiente, o que faz com que o corpo humano se sinta mais confortável. · Trocador de Calor - Com proteção dourada contra corrosão.O Trocador de Calor da LG é recoberto com uma camada anti-corrosiva dourada na superfície do alumínio mantendo o bom desempenho do mesmo sempre como novo.


Dentre os modelos da linha Split Hi-Wall você encontra:

· Split Baby - Pequeno, prático e bonito com capacidade de 5.800Btu/h.Contendo:
1. Filtro de ar de Um-Toque
2. Desumidificação Saudável
3. Controle Remoto sem Fio
4. Temporizador de Ajuste Liga/Desliga 24 horas

· Split Hi-Wall - Design moderno e com muita comodidade, com capacidades de 8.000, 12.000, 18.500 e 24.000Btu/h. Confira o que eles lhe oferecem:
1. Serpentinas de refrigeração douradas protegidas contra corrosão
2. Sistema de purificação de ar por plasma
3. Jet Cool rápido resfriamento
4. Operação silenciosa
5. Controle remoto sem fio
6. Controle automático modo adormecer
7. Operação automática
8. Temporizador de ajuste liga/desliga 24 horas
9. Filtro de ar Um - Toque
10. Desumidificação Saudável
11. Reinício Automático
12. Brisa natural usando o balanço CHAOS.

A Linha Mult-Split oferece maior praticidade, reduz os custos e economiza espaço. Uma única unidade externa pode refrigerar eficientemente dois ou mesmo três ambientes. Confira nossos modelos:

Bi-Split LG AM24 - capacidade de 24.000Btu/h, com dois controles remotos e muito mais.Tri-Split LG AM30 - capacidade de 30.000Btu/h, com três controles remotos e muita comodidade. Ambos os modelos possuem as seguintes características:1. Serpentinas de refrigeração douradas protegidas contra corrosão;2. Brisa natural usando o balanço CHAOS;3. Jet Cool rápido resfriamento;4. Operação silenciosa; 5. Controle remoto sem fio;6. Controle automático modo adormecer;7. Operação automática;8. Temporizador de ajuste liga/desliga 24 horas;9. Filtro de ar de Um - Toque;10. Desumidificação Saudável;11. Reinício automático.


Sistema embutido

O sistema Split é a maneira mais eficiente, econômica e inovadora de condicionar o ar. Esse sistema permite combinar uma unidade externa e a evaporadora interna do tipo Embutido, com o objetivo de atender a suas necessidades de espaço e decoração.

Ar-condicionado de parede

O sistema Split é a maneira mais eficiente, econômica e inovadora de condicionar o ar. Esse sistema permite combinar uma unidade externa e a evaporadora interna do tipo Parede, com o objetivo de atender a suas necessidades de espaço e decoração

Ar-condicionado de teto e piso

O sistema Split é a maneira mais eficiente, econômica e inovadora de condicionar o ar. Esse sistema permite combinar uma unidade externa e a evaporadora interna do tipo Teto e Piso, com o objetivo de atender a suas necessidades de espaço e decoração

Sistema Tri-Split

Maior praticidade, reduz os custos e economizam os espaços. Uma única unidade externa que pode refrigerar eficientemente dois ou três ambientes diferentes.


publicado por pacar às 21:20

link do post | comentar | favorito
|

A História do Ar Condicionado


 Syracuse, New York - há noventa e cinco anos, Willis Carrier fez pelo controle de condições ambientais internas o que Alexandre Graham Bell fez pela comunicação e Henry Ford pelo transporte. Ele mudou nossa rotina. Durante séculos, o homem usou o ventilador, gelo e muitos outros métodos em tentativas inúteis para livrar-se do calor. Foi em 1902 que Willis Carrier - um engenheiro de 25 anos formado pela Universidade de Cornell - inventou um processo mecânico para condicionar o ar. O controle do clima finalmente tornou-se uma realidade.
 A invenção de Carrier foi uma resposta direta a problemas específicos de uma indústria: a Sackett-Wilhelms Lithography and Publishing Co. no Brooklin, New York, que estava tendo problemas com trabalhos de impressão durante os quentes meses de verão. O papel, absorvendo a umidade do ar, se dilatava. As cores impressas em dias úmidos não se alinhavam nem se fixavam com as cores impressas em dias mais secos. Isso gerava imagens borradas e obscuras.


 A Sackett-Wilhelms Lithography and Publishing Co., onde foi feita a primeira instalação de condicionador de ar por Carrier.

Willis Carrier, que estava trabalhando para a Buffalo Forge Co., foi chamado para resolver o problema. Ele teorizou que poderia retirar a umidade da fábrica através de resfriamento do ar por dutos artificialmente resfriados. Este processo, que controlava a temperatura e umidade, foi o primeiro exemplo de condicionador de ar contínuo por processo mecânico.

A indústria têxtil, que também tinha grande necessidade de controle ambiental, foi o primeiro grande mercado para o condicionador de ar. Logo em seguida o condicionador de ar, passou também a ser usado em diversos prédios e instalações de indústrias de papel, produtos farmacêuticos, tabaco e estabelecimentos comerciais.

 A primeira aplicação residencial foi na mansão de Charles G. Gates de Minneapolis, no estado de Minnesota, em 1914. O Dr. Carrier desenhou um equipamento especial para residências medindo 6m de profundidade, 1,8m de largura e 2,1m de altura, que era considerado maior e menos sofisticado que os atuais condicionadores de ar residenciais.

A mansão de G. Gates, primeira residência com condicionador de ar.


 Outra importante aplicação deu-se quando, em1914, Carrier instalou o primeiro condicionador de ar hospitalar no Pittsburg Alleheny General Hospital. O sistema introduzia umidade extra no ambiente de um berçário de partos prematuros, ajudando a reduzir a mortalidade infantil causada pela desidratação.

Maternidade de Allegheny General Hospital.




 A máquina de refrigeração centrífuga, desenvolvida em 1922 por Willis Carrier, que já comandava sua própria empresa desde 1915, usava um refrigerante de sua própria criação, o Dielene, em substituição à amônia. Durante a década de 20, com o advento do Dielene, o condicionador de ar tornou-se mais acessível ao público em teatros, lojas de departamentos e outros prédios públicos. A figura ao lado mostra a primeira máquina de refrigeração centrífuga que usava o Dielene.

 Casa de espetáculos enfatizando nos letreiros o uso de condicionador de ar. O condicionador de ar teve seu primeiro "début" em público em 1922, no Grauman's Metropolitan Theater em Los Angeles. Em 1925 foi a vez de Rivoli Theater, no Times Square da Brodway, atrair grande público com a promessa de oferecer uma central de refrigeração para mantê-lo confortável. Na verdade o condicionador de ar ajudou muito a indústria cinematográfica, pois nos meses de verão, a freqüência nos cinemas caía consideravelmente e vários deles permaneciam fechados neste período. Por isso mesmo os estados do sul dos Estados Unidos foram os primeiros a se utilizarem dos novos sistemas que, por volta dos anos 30, já equipavam a maioria dos teatros e cinemas do país.

 Em 1924, o condicionador de ar passou a ser utilizado para refrigerar os ambientes de grandes estabelecimentos comerciais e lojas de departamentos em Detroit, Boston e New York, além de prédios e escritórios. O Edifício Milan, em San Antonio, no estado do Texas, construído em 1928, foi o primeiro edifício comercial multipiso projetado desde o início para incorporar um sistema de ar condicionado. Um cartaz em frente à construção prometia aos futuros ocupantes "saúde, eficiência e conforto através da temperatura interna controlada pelo homem". A figura mostra um cartaz no local da construção do edifício Milan em San Antonio, Texas.

 Carrier também equipou a Câmara dos Deputados dos EUA com condicionadores de ar em 1928, o Senado americano em 1929 e os escritórios executivos da Casa Branca em 1930, tornando mais agradável o verão quente e úmido de Washington. Um dos veículos de transporte utilizando condicionador de ar. Os vagões ferroviários foram os primeiros veículos de passageiros a serem equipados com condicionadores de ar em 1930 pela ferrovia B&O.

 Também nos anos 30 Willis Carrier desenvolveu um sistema que viabilizou o ar condicionado em arranha-céus. O sistema utilizado na época ocupava muito espaço, com grandes dutos ao longo de paredes e tetos para distribuir o ar condicionado produzido em grandes centrais; portanto, esse sistema entrava em choque com o principal conceito de um arranha-céu, que é minimizar espaços. Em 1939, com a criação do sistema de distribuição do ar em alta velocidade através de dutos "Weathermaster", Carrier revolucionou mais uma vez o ar condicionado resolvendo o problema de espaço. A figura mostra as primeiras unidades residenciais também utilizadas em pequenos estabelecimentos comerciais.

 No final dos anos 30 também ocorreu a introdução do condicionador de ar residencial. Isto tornou-se possível através da disponibilidade de um gás refrigerante não inflamável - o freon, que tornou o condicionador de ar mais seguro, mais barato e mais apropriado para uso em máquinas de refrigeração de menores capacidades.

Através dos anos 40 a maioria dos condicionadores de ar residenciais eram usados para refrigeração de pequenos estabelecimentos comerciais. O condicionador de ar ainda era muito caro para largo consumo residencial. Somente nos anos 50 chegou-se à produção em massa de unidades relativamente eficientes com o formato de caixas de aço para instalações suspensas, que são os antepassados dos atuais condicionadores de ar de janela, tornando-se acessíveis ao consumidor médio.

Veja na figura acima um condicionador de ar de janela dos anos 50. Carrier contratou um decorador para desenhar esta unidade que se apresentava em três cores para combinar com vários ambientes.

 Em 1952 a Carrier Corporation desenvolveu a primeira produção seriada de unidades centrais de condicionadores de ar para residências. A inovação causou sensação e em duas semanas a totalidadedo estoque foi vendida. Por volta dos anos 60, a central de ar condicionado para residências não era mais novidade. A figura mostra uma unidade de condicionador de ar portátil (1958).

Willis Carrier faleceu em 1950. Ele não viveu para presenciar a expansão do mercado de condicionadores de ar mas suas contribuições à sociedade se perpetuarão na empresa que leva o seu nome.

Em 1958, Willis H. Carrier foi incluído no U.S. National Inventors Hall of Fame. Foi um merecido reconhecimento para o "Pai do Ar Condicionado".

Fonte: Springer Carrier.

publicado por pacar às 21:16

link do post | comentar | favorito
|

Ar Condicionado Portátil Engana o Cérebro

Tinha mesmo que ser um americano para inventar isso: uma coleira que esquenta ou esfria a sua nuca para você não ter aquela sensação desagradável de calor demais ou frio demais. A Sharper Image Design, que criou a engenhoca, vende duas versões: uma que sopra ventinho fresco na sua nuca, outra com uma placa metálica que esquenta ou esfria seu pescoço. O ar-condicionado portátil pode ser um alívio, mas é preciso estar atento aos exageros. Afinal, o aparelho funciona enganando o cérebro.

O fabricante se orgulha de oferecer com o aparelho uma sensação de conforto "no corpo inteiro". Como isso é possível, se o aparelho somente esquenta ou esfria o pescoço? Para aquecer ou esfriar o corpo todo é necessário usar coletes térmicos sobre o tronco, mudando a temperatura do sangue que passa pelo coração e pelos pulmões. O Personal Warm+Cool System muda apenas a temperatura do sangue que entra no cérebro pelos vasos do pescoço - o que não resolve o problema do corpo, mas é suficiente para enganar uma estrutura cerebral chamada hipotálamo, fazendo-o acreditar que tudo vai bem.

O hipotálamo possui vários sistemas que controlam o equilíbrio interno do corpo, provocando por exemplo sede ou fome quando o corpo necessita de líquido ou alimentos. A posição do hipotálamo no cérebro não poderia ser mais adequada para essas funções: fica na base do cérebro, perto de grandes vasos sangüíneos, de onde ele fica "colhendo amostras" do que chega ao resto do corpo: a pressão sanguínea, a quantidade de açúcar, de sal... e a temperatura.

Quando o sangue (e o corpo) está quente demais - e basta 0.1oC além dos 37.0 normais - o termostato no hipotálamo aciona mecanismos para perder calor, como a produção de suor e a dilatação dos vasos sanguíneos. Quando o sangue está frio demais, são mecanismos de armazenamento e produção de calor que são acionados, como a constrição dos vasos sanguíneos e ativação muscular (daí o queixo batendo e a tentativa de se aquecer esfregando os músculos). Em casos de frio ou calor extremos, quando esses mecanismos não dão conta do recado, entra em ação a "saída de emergência": a pessoa começa a se sentir mal e procura deixar o ambiente em busca de temperaturas mais agradáveis.

Banhando sua nuca com um calorzinho ou um friozinho agradável, conforme sua vontade, o aparelho muda a temperatura do sangue que o hipotálamo recebe, o que por sua vez muda a sensação de frio ou calor. Sem precisar de tanta tecnologia, lavar a nuca com água fria também é uma ótima maneira de diminuir a sensação de calor. Mas só a sensação muda; a temperatura do corpo continua a mesma.

Quer dizer: trata-se apenas de uma tapeação do hipotálamo. Funciona como nos filmes em que o ladrão high-tech insere uma gravação nos monitores dos vigilantes mostrando que tudo vai bem, enquanto ele calmamente limpa os cofres. Enquanto o corpo continua esfriando ou esquentando, a pessoa, sentindo-se confortável, não toma nenhuma atitude para sair do frio ou do calor excessivo. O hipotálamo acha que tudo vai bem, e não faz nada.

Ou faz justamente o que não devia, e é aí que mora o perigo maior. Se o aparelho deixar frio demais o sangue ao redor do hipotálamo, este dispara medidas para aquecer o corpo - apesar do calorão lá fora. No frio, se o aparelho aquecer demais o sangue, o hipotálamo acha que deve entrar em ação para esfriar ainda mais o corpo já gelado. Se a situação continuar, a temperatura do corpo pode chegar a níveis críticos, colocando o usuário em risco de insolação ou de hipotermia.

O Personal System é oferecido em catálogos de compra por reembolso postal nos aviões, pode ser encontrado nas lojas da Sharper Image, ou ser encomendado pela internet. Até na revista SuperInteressante de novembro de 2000 ele apareceu entre as "dicas de compras descoladas". Por enquanto os dois aparelhos estão na lista dos best-sellers da empresa. Parece que ainda não há casos de reclamações.

Vai ver que é porque a pilha acaba em poucas horas... sorte dos consumidores que tiveram seu hipotálamo enganado!



publicado por pacar às 21:15

link do post | comentar | favorito
|

NOÇÕES DE VENTILAÇÃO INDUSTRIAL

Introdução
Características da ventilação industrial
Ventilação natural Considerações gerais
Ventilação geral
Ventilação Local Exaustora (topo da página)
 
Introdução: A importância do ar para o homem é por demais conhecida, sob o aspecto da necessidade de oxigênio para o metabolismo. Por outro lado, a movimentação de ar natural, isto é, através dos ventos, é responsável pela troca de temperatura e umidade que sentimos diariamente, dependendo do clima da região. A movimentação do ar por meios não naturais constitui-se no principal objetivo dos equipamentos de ventilação, ar condicionado e aquecimento, transmitindo ou absorvendo energia do ambiente, ou mesmo transportando material, atuando num padrão de grande eficiência sempre que utilizado em equipamentos adequadamente projetados. A forma pela qual se processa a transferência de energia e que da ao ar capacidade de desempenhar determinada função. A velocidade, a pressão, a temperatura e a umidade envolvem mudanças nas condições ambientais, tornando-as propícias ao bem-estar do trabalhador. A ventilação industrial tem sido e continua sendo a principal medida de controle efetiva para ambientes de trabalho prejudiciais ao ser humano. No campo da higiene do trabalho, a ventilação tem a finalidade de evitar a dispersão de contaminantes no ambiente industrial, bem como diluir concentrações de gases, vapores e promover conforto térmico ao homem. Assim sendo, a ventilação é um método para se evitarem doenças profissionais oriundas da concentração de pó em suspensão no ar, gases tóxicos ou venenosos, vapores, etc. O controle adequado da poluição do ar tem início com uma adequada ventilação das operações e processos industriais (máquinas, tornos, equipamentos, etc.), seguindo-se uma escolha conveniente de um coletor dos poluentes (filtros, ciclones, etc.). Todavia, ao se aplicar a ventilação numa industria, é preciso verificar antes, as condições das máquinas, equipamentos, bem como o processo existente, a fim de se obter a melhor eficiência na ventilação. A modernização das industrias, Isto é, mecanização e/ou automação, além de aumentar a produção melhora sensivelmente a higiene do trabalho com relação a poeiras, gases, etc. (volta) (topo da página) Pré-requisitos necessários: Projeto, construção, manutenção de maquinaria e equipamentos industriais. Ao se projetar um edifício industrial, é preciso levar em consideração a disposição geral das máquinas, circulação do pessoal e altura (pé direito) visando possibilitar uma ventilação natural pelas aberturas de janelas. Quanto as maquinas e aos equipamentos que poluem o ambiente de trabalho, devem ser cuidadosamente projetados, prevendo-se enclausuramentos, anteparos, mecanização e não permitindo que poeiras, gases, vapores, etc. sejam dispersos no ambiente. b) Substituição de materiais nocivos por outros menos nocivos. A princípio, qualquer material pode ser manipulado com segurança; no entanto, as substancias toxicas ou prejudiciais ao ser humano podem ser substituídas por outras menos nocivas. Como exemplo temos: 1. Nos trabalhos de pintura, o carbonato básico de chumbo é prejudicial ao organismo humano e pode ser substituído por compostos de titânio e zinco. 2. Como solvente orgânico o tolueno pode substituir o benzeno, por ser este altamente toxico. 3. Utilização de abrasivos artificiais em vez de pedras naturais, que desprendem pó de sílica, provocando a silicose no homem. c) Modificação de processos e métodos de trabalho Os processos mecânicos geralmente poluem menos que os manuais; exemplos: 1.    Fábricas de bateria: ajuste mecânico da pasta de óxido de chumbo para manufatura de placas. Quando manual, o excesso caía no chão, e, depois de seco, liberava poeira para o ambiente. Redução da evaporação de solventes nos tanques de desengraxamento, mediante regulagem automática de temperatura do banho. d) Umectação É um antigo método usado na industria cerâmica inglesa, permanecendo até os dias de hoje, em que as peças de cerâmica são molhadas, evitando-se a emanação de poeira quando da sua manipulação. Exemplo: perfuração de minas, britadores , moinhos , etc. Em ambientes industriais em que são manipulados produtos considerados perigosos em relação a combustão ou explosão, tais como processos industriais, depósitos , transporte, etc, é necessário controlar a temperatura e a umidade relativa do ar. O ar condicionado atua nesses ambientes, mantendo as condições exigidas para cada tipo de produto utilizado, agindo, inclusive, como renovador de ar ambiental.


publicado por pacar às 20:13

link do post | comentar | favorito
|

Cursos sobre Climatização, Refrigeração e Ar Condicionado

CURSO TÉCNICO EM REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO SENAI/ASBRAV
1ª Turma 2006
Início das aulas 13/02/2006

 

Carga horária :
1600h (4 módulos de 300h - um módulo por semestre) + Estágio de 400h

Turno: Noite (de segunda a sexta-feira)

Inscrição para o Processo Seletivo
Período: 17/10 a 01/12/2005 - Horário: 8h às 21h - Taxa: R$ 10,00

Prova de Seleção
Data: 03/12/2005 - Horário: 9h às 12h

Investimento
Valor do Módulo: R$ 1.716,00 (6 parcelas de R$ 286,00)

Desconto Promocional
a) Candidatos que apresentarem no ato da matrícula encaminhamento de Empresas da área da Indústria contribuinte do SENAI:
·          Valor do Módulo: R$ 1.578,00 (6 parcela de R$ 263,00)
b) Candidatos que apresentarem no ato da matrícula encaminhamento de Empresas associadas a ASBRAV:
·          Valor do Módulo: R$ 1.416,00 (6 parcelas de R$ 236,00)

 

 

 

AR CONDICIONADO PARA ARQUITETOS
Início 09/11/2005

Programa:

  • Noções de Conforto Térmico
    Trocas térmicas de uma pessoa, Índices ambientais
  • Carga Térmica de Inverno
    Transferência de calor em superfícies, Perdas de calor de um ambiente
  • Carga Térmica de Verão
    Comportamento térmico de edificações, Ganhos de calor de um ambiente
  • Noções de Psicrometria (Propriedades e Processos)
    Temperaturas de bulbo seco e de bulbo úmido, Umidade relativa
  • Noções de Ciclos de Refrigeração
    Ciclos para produção de frio, Processos e componentes
  • Equipamentos de Aquecimento e Ar Condicionado
    Tipos de equipamentos, Equipamentos disponíveis no mercado
  • Sistemas de Ar Condicionado
    Sistemas utilizados em ar condicionado, Características específicas
  • Sistemas de Distribuição e Difusão de Ar
    Difusão de ar em ambientes, Redes de dutos, Retorno do ar

Ministrantes:

  • Paulo Otto Beyer
    Engenheiro Mecânico, Dr., Professor de Refrigeração e Ar Condicionado do Departamento de Engenharia Mecânica e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica da UFRGS
  • Mário Alexandre Möller Ferreira
    Engenheiro Mecânico, especializado em Projetos

Público Alvo:
Arquitetos, Engenheiros e Técnicos de segundo grau com experiência profissional
Carga Horária:15 horas-aula. Início 09/11 - Término 07/12
O cursos será ministrado às quartas-feiras das 19h às 21:15h, cinco noites.
Turma: mínimo 10 alunos
Investimento:
Associados ASBRAV R$ 180,00 - Demais interessados R$ 270,00

 

 

CURSO MECÂNICO DE REFRIGERAÇÃO E AR CONDICIONADO
2ª Turma 2005
Início 29/08/2005 Término 05/12/2005


Horário: 2ª, 3ª e 4ª das 19h às 22h
Carga Horária: 120 horas
Obs.: Turma mínimo 20 alunos, máximo 24 alunos
Área de Atuação: Instaladoras, Assistência Técnica, Fábricas
Habilidades Desenvolvidas:
•  Identificar Problemas de Dimensionamento Elétrico e Mecânico
•  Analisar o Ciclo de Refrigeração
•  Identificar Falhas e Apresentar Soluções para Equipamentos em Geral
•  Realizar Manutenção Preventiva
•  Identificar, Substituir e Selecionar Componentes para Aplicações em Refrigeração
•  Compreen
der a Lógica de Comando e Acionamento Elétrico
•  Coletar Dados das Grandezas Fundamentais de um Equipamento de Refrigeração
Programa:
Fundamentos de Refrigeração:
Introdução, Definições, Ciclo de Refrigeração, Compressores, Condensadores, Reservatórios, Evaporadores, Dispositivos Medidores (de Expansão), Controles Básicos do Ciclo, Características dos Refrigerantes, Óleos de Refrigeração, Acessórios, Tubulações, Desidratação, Sistemas de Carga e Descarga, Procedimento na Instalação, Sistemas Múltiplos, Diagnóstico de Defeitos, Condicionadores de Ar de Janela.
Fundamentos de Eletricidade:
Símbolos de um Diagrama Elétrico, Princípios de Eletricidade, Potência em Circuitos Monofásicos , Circuitos Polifásicos, Potência em Circuitos Trifásicos , Motores Trifásicos, Motores Monofásicos, Componentes de Comando e Proteção Utilizados em Condicionadores de Ar, Controles Eletrônicos, Diagramas Elétricos, Dimensionamento e Segurança das Instalações e do Usuário.
Investimento:
Associados ASBRAV: Total R$ 450,00
1 parcela de R$ 150,00 (+) 3 parcelas de R$ 100,00
Demais Interessados: Total R$ 675,00
1 parcela de R$ 225,00 (+) 3 parcelas de R$ 150,00
Obs.: 10% de desconto para empresas que inscreverem mais de um aluno

Informações Complementares: Secretaria da ASBRAV em Porto Alegre
Fones (51) 3342-2964 / 3342-9467 / 9151-4103

CARGA TÉRMICA DE AR CONDICIONADO PARA INVERNO E VERÃO

Programa: Superfícies opacas. Coeficientes de convecção. Resistências internas de condução. Superfícies translúcidas. Bibliografia.
Definição e Tipos de sistemas de aquecimento. Energia elétrica, combustão, aquecimento solar. Carga de aquecimento ambiental. Perdas por transmissão. Aquecimento do ar de renovação. Bibliografia. Exercícios.
Introdução à Carga Térmica de Verão. Calores Externos. Forros Ensolarados. Paredes Externas. Janelas, Insolação e Condução. Ar de Renovação. Superfícies Internas. Calores Internos, Pessoas, Lâmpadas e Equipamentos. Moto-ventilador. Total. Programas Computacionais para Cálculo de Cargas Térmicas. Bibliografia. Exercícios.

Público Alvo: Engenheiros e Técnicos de segundo grau com experiência profissional

 

 

AR CONDICIONADO HOSPITALAR E SALAS LIMPAS

Programa:
-
Ar Condicionado Hospitalar
Objetivo, Normas Complementares, Definições, Condições Gerais, Condições Específicas, Ambientes com Nível muito Baixo de Germens, Ambientes com Nível Baixo de Germens Ambientes com Nível Normal de Germens , Ambientes com Ar Contaminado, Demais Ambientes.
- Salas Limpas
Terminologia, Espaços limpos e Aplicações de Sala Limpa, Partículas Aerotransportadas e Controle de Partícula, Controle do Fluxo de Ar, Teste de Espaços Limpos, Salas Limpas Farmacêuticas e de Bio Manufaturas, Partida e Qualificação de Salas Limpas Farmacêuticas, Sala Limpas para Semicondutores, Salas Limpas Especiais, Sistemas Ambientais, Conservação de Energia em Salas Limpas , Ruído e Controle de Vibração, Construção de Salas e Operação.

Público Alvo: Engenheiros e Técnicos de segundo grau com experiência profissional.

publicado por pacar às 20:11

link do post | comentar | favorito
|

Informe-se: como fazer a revisão do ar-condicionado do automóvel

Pesquisas da Universidade Federal de Minas Gerais mostraram que, com o passar do tempo, o ar-condicionado veicular acumula fungos dos gêneros Penicillium, Aspergillus e Cladosporium que provocam doenças alérgicas e são extremamente prejudiciais à saúde, resultando em problemas respiratórios. Atualmente, a maioria dos aparelhos de ar-condicionado sai de fábrica com um filtro antipólen, que não permite a passagem dos fungos acumulados no equipamento para o interior do automóvel. Mas, para se manter eficiente, esse filtro deve ser trocado a cada 15 mil quilômetros.      
Nos aparelhos sem o filtro, o proprietário do veículo pode realizar dois tipos de revisão preventiva, ambas a cada seis meses. A higienização com um produto químico custa em média R$ 50,00 e leva uma hora para ser executado. Já a descontaminação, considerada pelos especialistas como uma limpeza mais eficiente, leva de três a oito horas e sai entre R$ 250,00 e R$ 500,00. O ar-condicionado é um dos componentes mais solicitados pelo motorista na hora da compra do carro. Segundo a Abrive (Associação Brasileira dos Reparadores Independentes de Veículos), as oficinas independentes instalam cerca de 20 mil aparelhos por ano em automóveis que não saem com ar- condicionado de fábrica.
publicado por pacar às 20:09

link do post | comentar | favorito
|

Filtros: a forma de melhorar a qualidade do ar

A Filtração do ar provê os meios para obter o nível de limpeza de partículas requeridos por qualquer sistema de ventilação de "ar condicionado". Esta simples tarefa impedi que a sujeira passe para o interior dos sistemas de ventilação de aquecimento ou ar condicionado removendo partículas tão pequenas quanto 0.1 mícron que poderia causar um curto circuito em um microchip. Além das razões dadas acima, os filtros de ar são usados para uma grande variedade de aplicações algumas dos quais incluem: ·    Proteção do bem-estar geral dos ocupantes de um espaço.·    Proteção de espaços ocupados removendo o pó existente no ar.·    Redução na manutenção de interiores, diminuindo a freqüência de lavagem e limpeza de materiais como persianas e lâmpadas fluorescentes.·    Proteção dos conteúdos existentes em espaços ocupados inclusive pinturas, tapeçarias, e outros artigos de valor histórico ou cultural.·    Eliminação de perigos de incêndio removendo impurezas e outros materiais que poderiam se acumular nos dutos do sistema de ventilação.·    Aumento de vida dos produtos de prateleira, perecíveis, removendo mofo do ar durante operações de processo de fabricação e armazenamento.·    Remoção de bactérias no ar de centros cirúrgicos de hospitais e quartos de pacientes prevenindo a infecção pós-operatória.Filtros para Sistemas de FiltragemPrincipais Aplicações
Indústrias     Instalações Prediais
Alimentícias e Bebidas    Cinemas Multiplex
Eletrônicas    Hospitais
Farmacêuticas    Prédios Comerciais
Químicas    Salas de Comandos Elétricos
Petroquímicas    Sistemas de Ar Condicionado Central
Siderúrgicas    Shopping Centers

FS-Ar Flow
     De projeto compacto , se ajusta a todos os sistemas de HVAC. Este filtro é utilizado em sistemas de ar onde o volume e a velocidade do ar são variáveis e em unidades onde o ar é turbulento com alta temperatura ou alta umidade. Disponível em graus de filtragem de 60-65%, 80-85% e 90-95% de eficiência nas medidas 6" e 12" de profundidade, construídos com estruturas de madeira compensada ou chapa de aço galvanizado.
     
FS-Turbo
     O FS-Turbo é um filtro de alta eficiência industrial. Sua construção e projeto excede os padrões mínimos para sistemas de filtração de alta eficiência. Sua construção em metal resisti as vibrações das máquinas em indústrias pesadas como turbinas de gás, usinas de energia, compressores centrífugos e outras aplicações industriais. Também pode ser usado em qualquer aplicação de filtro de ar onde velocidades extremas ou turbulências acontecem.
     
FS-Micro H.E.P.A.
     Usado onde o mais alto grau de filtração é desejado. os filtros H.E.P.A. estão disponíveis em eficiências de DOP de 95-99.97% e de 99.999%. Os filtros H.E.P.A. são construídos com molduras de diferentes materiais e capacidades de CFM para aplicações de uso específico. Os Filtros Micro HEPA provêem o ar livre de contaminantes exigidos em muitas aplicações. Com avaliações de eficiência DOP-testadas tão alto quanto 99.999% em 0.3 mícron partículas de tamanho, o Micro HEPA oferece o mais alto nível de filtração de ar disponível na linha de produtos da FiltroServi. Este filtro é projetado para atender as exigências de filtração encontradas em ambientes super-críticos, os filtros Micro HEPA estão disponíveis com dois níveis de capacidade, Padrão e Alta Capacidade.
     
FS-Ultra Puro
     O FS-Ultra Puro é um filtro que utiliza granulação de 60% de carvão ativado. Sua construção moldada em V nas medidas de 24x24x12 sustenta 10 Kg de carvão ativado. Este filtro assegura o máximo de remoção de odor. em qualquer aplicação comercial, ou industrial.Como as especificações mundiais da Qualidade do Ar em recintos fechados estão cada vez mais exigentes, está se tornando um fator principal a aplicação deste filtro para usos nas instalações comerciais e para sistemas de filtração de ar nas indústrias. O FS-Ultra Puro é uma solução de alto desempenho e excelente para as aplicações em aeroportos, instalações industriais, indústrias de produtos químicos, edifícios comerciais, e uma grande variedade de outros sistemas de filtração de ar.
     
FS-Max Rigid
     O Max Rigid é um filtro de ar de superfície rígida, criado para prover o máximo desempenho e prolongado ciclos de vida, até mesmo nos ambientes mais contaminados.O projeto de construção rígida do Max Rigid faz deste filtro uma escolha para os sistemas de filtração que exigem velocidades altas ou volumes de ar de variável.
     
FS-Multi-Bolsa
     Para ambientes com elevada concentração de pó fino, partículas em suspensão, o filtro Multi-Bolsa é aplicado em filtragem de alta eficiência e como pré-filtro fino dos filtros H.E.P.A., ou como filtro final, com uma variedade de tamanhos das bolsas que se ajustam a todos os tipos de sistemas de filtração de ar e com capacidade de operar em sistemas com velocidades de 500CFM a 3000CFM. O projeto de bolsas soldadas eletronicamente, sem costuras, tem excepcional eficiência com alta retenção de pó. Eficiências disponíveis de 20% a 98%, e são fornecidos em sete diferentes tamanhos e graus de filtragem.
     
FS-Flo
     O Filtro FS-Flo é ideal para sistemas com volume variáveis de ar, porque seu desempenho não é afetado mudando a velocidade do ar de sistemas fechados. Também é ideal para equipamentos onde o espaço é um problema. O FS-Flo é oferecido em média e alta eficiência, construídos com meio filtrante em fibra de vidro ou fibras sintéticas e com moldura em metal nas medidas de 6" e 12" de profundidades e em diversos tamanhos de moldura.
     
FS-Série Pleat
     ANTI-BACTERICIDA e ANTIMICROBIANOFiltro de superfície plissada, são fabricados com material 100% sintético com agente anti-bactericida e antimicrobiano que elimina bactérias, esporos, fungos e algas. A tendência de hoje é usar um mínimo de 20% de ar filtrado. A Série Pleat satisfaz esta exigência, como também, reduz o custo operacional em termos de consumo de energia e custos de substituição de filtros. O Filtro-Série Pleat é construído em dois modelos - capacidade standard (10 plissados por pé 2) e alta capacidade (15 plissados por pé 2"). A série do filtro FS-Série Pleat deixa o ar mais limpo, durabilidade de serviço mais longa, instalação anual de valor reduzido, manutenção reduzida de equipamento, valor reduzido de energia, e reduzidas despesas em cima de outros filtros de painel menos eficientes. Os filtros FS-Série Pleat são tratados com agente Antimicrobiano e Anti-bacteriano para contribuir no combate ao mofo, fungo e bactérias existentes no ar.
     
FS-Ar Duto
     Filtro projetado para aplicações comerciais e residenciais. O gabinete é projetado para utilizar um dos três tipos de tamanhos diferentes de 5", filtro plissado em papel com desempenho standard, filtro plissado com carvão ativado e desempenho alto. É oferecido em tamanhos de 20" X 24" ou 16" X 25". Podem ser construídos em outros tamanhos conforme o projeto.
     
FS-Mini-Pleat
     Os Filtros Míni-Pleat são filtros para alta eficiência na filtragem e baixa queda de pressão, durabilidade prolongada, e pode ocupar menos espaço de profundidade que outros filtros de alta eficiência. Nosso processo industrial computadorizado nos permite a produzir filtros com classificação HEPA de 60-65%, 80-85% e 90 95%, nas dimensões de 2", 4", 6", e 12" de profundidades, e são construídos em diversos tipos de molduras: aço galvanizado, alumínio, papel cartão.
     
FS-Carvão Ativado
     Os Filtros de carvão ativado são aplicados em ambientes impregnados com Gás Potássio.Este filtro oferece soluções efetivas para qualidade do ar em recinto fechado. Ele substitui os filtros HVAC existentes no equipamento. Os Filtros Carvão Ativado oferecem uma função dupla removendo combinações gasosas e partículas encontradas no ar filtrado. As combinações de controle gasosos são saturados sobre um substrato de filtro de poliéster e oferece remoção altamente efetiva de contaminantes gasosos como também contaminantes sólido no ar. Os filtros são oferecidos nos seguintes materiais: carvão ativado, zeolite, permaganato de potássio. Disponível como o último filtro de fase de gás, estes filtros estão disponíveis com uma mistura de carvão ativado e permaganato de potássio. São oferecidos filtros com espessuras de 1" a 12".
     
FS-MS/FV-D100
     Filtro em Manta Densidade 100.Os filtros em mantas de material Poliéster ou Fibra de Vidro são oferecidos em rolos com diversas larguras e espessuras de 1/2" 1"e 2". O filtro manta em Poliéster é oferecido na cor Branco e na cor Azul com densidade de grau 100.Os filtros em manta são construídos com 100% de fibras de poliéster, uma fibra rígida, elástica e que não absorve água e com excelente resistência química. As fibras são unidas com uma resina de acetato durável que permite lavar e reutilizar se desejado. A densidade de grau 100 é rígida o bastante par ser usado sem ou com uma armação na maioria das aplicações.
     
FS-MS-D90
     Filtro em Manta Densidade 90Filtro em manta de material Poliéster com densidade 90, projetado para ser um filtro de dupla fase, aplicado em ambientes que requerem os mais altos níveis de eficiência de arresto. A primeira camada mais aberta serve como pré-filtro e a segunda camada serve par uma filtragem mais densa para prevenir migrações de partículas capturadas.
     
FS-MSD100/DC
     Filtro em Manta Sintética de Dupla CamadaFiltro em manta de material Poliéster com densidade 100 de dupla camada. Construído com duas camadas distintas de fibra de poliéster permitindo a primeira camada uma pré-filtragem do ar com partículas maiores e a segunda camada retendo partículas menores.
     
 
     
     
FS-FMAR
      Filtros Metálicos.Filtros construídos em Aço ou Alumínio com meio filtrante em telas metálicas, projetados para oferecer excelente desempenho de filtração em sistemas HVAC, Oferecidos par aplicações permanente, podem ser lavados e reutilizados. Estes filtros são projetados para equipamentos de manipulação de ar industrial e ventilação para aplicações com velocidade de 300-700 fpm. Também são ideais para aplicações de entrada de ar. Estão disponíveis com espessuras de 2" ou 4" construídos com molduras de aço galvanizado.Outros materiais estão disponíveis para aplicações especializadas inclusive bronze, aço inox, e alumínio.O meio filtrante é construído com camadas horizontais de tela metálica. Este formato proporciona uma área de filtragem maior para um fluxo maior de ar. As extremidades do meio filtrante são abainhadas para diminuir o perigo de cortes e arranhões.Estes tipos de filtros podem ser limpos com água quente e detergente. Depois de enxaguar e secar o filtro aplicar 1 1/2 a 2 litros de óleo para criar uma película adesiva. O excesso de óleo deverá ser escoado antes de reinstalar o filtro.Construção em Aço Os Filtros FMAR são projetados em Aço Carbono ou Aço Inox para atender uma gama extensiva de usos e podem ser usados 300-600 FPM. O meio filtrante consiste em telas metálicas entrelaçadas que oferece superior retenção de pó por muito mais muito tempo que os filtros convencionais e tem um ciclo de vida até 4 vezes maior. O meio filtrante de telas metálicas são montados em uma armação de metal durável. Os Filtros FMAR são completamente laváveis e estão disponível em uma gama extensiva de tamanhos nas profundidades de 1", 2", 4" e são oferecidos com ou sem alça de suporte para manuseio. Construção de AlumínioOs Filtros FMAR projetados todo em Alumínio oferecem todas as vantagens do filtro projetados em aço porém com a vantagem somada de ser extremamente de peso leve. O meio filtrante consistem em tela de alumínio de malha expandida. Este meio filtrante têm excelente propriedade de retenção de sujeira por ter sua área de superfície maior. O meio filtrante é montado em uma armação de apoio toda em alumínio durável. Os filtros são totalmente laváveis e estão disponível em uma gama extensiva de tamanhos nas profundidades de 1", 2", 4" e são oferecidos com ou sem alça de suporte para manuseio.
 
Alta limpeza em filtração exige filtros e componentes HEPA e ULPA
Os Filtros HEPA e ULPA são construídos com meio filtrante de micro-fibras de vidro especial para separação de micro-partículas e aerosóis de tamanho 0,3 mm. Estes filtros e seus componentes são especialmente usados em áreas limpas, isto é em medicina, farmácia, micro-electronicos, tecnologia nuclear, etc.
 
Filtros Compactos
     ·    Ultrafiltros PB a V (F9-H12) filtros especiais para montagem em paredes. Usados em Laboratórios Farmacêuticos e Hospitais. ·    FP-R, FP-S (H11, H12) elementos filtrantes compactos de classe HEPA, alto fluxo de ar.  
        
Filtros Absolutos para Micro-Partículas
         ·    MICRO - S (HEPA) (H10-H14) Filtro HEPA para filtragem de Alta eficiência, aplicação para separar micro-partículas e aerossóis. Meio filtrante em MINIPLISSADO com vedação na moldura de MDF. ·    CR - W, AS, AL (H10-H17) Filtro HEPA e ULPA construído com moldura de alumínio nas espessuras de 70, 90, 105 mm. ·    CR - (ULPA) com uma membrana de Teflon (U15-U16) ULPA Filtro com vedação de Teflon especialmente projetado para uso em equipamentos micro-electronicos. ·    Ultrafiltros N - R, S, T (H10-U15) Filtros HEPA Compactos com superfície de filtragem extremamente maiores para fluxos de ar de até 4000 m³/horas.  
        
Elementos Filtrantes
       ·    Fibra Sintética ·    Poliuretano ·    Fibra natural ·    Fibra de Vidro  

        
Filtros para ventilação e ar condicionado
       ·    Filtros Bolsas ·    Filtros Bolsas Especiais ·    Filtros Painéis ·    Filtros Compactos  

 
 Filtros e componentes para demandas de Alta purificação (filtros HEPA e ULPA)
       ·    Filtros Compactos ·    Filtros Absolutos para micro-partículas ·    Peças para áreas limpas  
        
Filtros Absorvíveis para separação de poluentes e odores
       ·    Filtros Absorvíveis com meio filtrante em carvão ativado
        
        
Filtração de Ar com Elementos Filtrantes Plissados
       O Micro-Pleat são elementos filtrantes do tipo cartucho plissado combinando as vantagens dos filtros bolsas tradicionais e filtros de cartucho. Em muitos casos, eles provêem duas ou mais vezes a superfície de área de um filtro bolsa convencional. Os filtros bolsas existentes podem ser substituídos por elementos do tipo Micro-Pleat podendo aumentar o desempenho significativamente da carcaça do filtro bolsa  sem alterar o tamanho. Benefícios ·    Maior área de filtragem em menor espaço se comparado com um filtro nominal de 5" (30 cm) de diâmetro. Um elemento filtrante do tipo cartucho Micro-Pleat de 2 m   tem 50% mais área de filtragem do que uns 120" (3 m) do filtro bolsa.  ·    Os elementos filtrantes do tipo cartucho Micro-Pleat são construídos em poliéster super rígido, um material durável que promove filtração de superfície e fácil liberação do pó coletado.   ·    99.99% de eficiência de filtração contra os materiais de tecido a um custo muito mais baixo .   ·    Clientes que utilizam os elementos filtrantes do tipo cartucho Micro-Pleat informam que com a aplicação destes filtros obtiveram em seus sistemas de filtração quedas de pressão muitas mais baixas, maior tempo de durabilidade, e consumo de ar comprimido reduzido.   ·    A gaiola de apoio é parte integrante ao elemento de filtro, reduzindo assim significativamente os custos de manutenção com substituições.   ·    Os Elementos filtrantes do tipo cartucho Micro-Pleat são mais resistentes a temperatura, umidade e abrasão do que outros cartuchos de filtro, eles são até mesmo laváveis em alguns casos.   ·    Disponível em versões para altas temperatura (até 191°C)   ·    Uma larga variedade de estilos de cartuchos filtrantes estão disponíveis, permitindo que sejam  limpos e utilizados em instalações laterais. Além disso, você pode escolher um suporte do tipo anel com projeto de venturi que não requer ferramentas especiais ou abraçadeiras para instalação.
        
Filtração de Ar com Filtros Bolsa
     A empresa fornece filtros bolsa de alta qualidade em qualquer tamanho, estilo, configuração para qualquer carcaça de filtro bolsa. Por ter cada aplicação diferente, nossos experientes técnicos podem lhe ajudar a selecionar o melhor filtro bolsa com as propriedades exigidas para suas necessidades. Os Critérios de seleção incluem: ·    Temperatura acima de 455°C ·    Gás corrosivo, ácido ou alcalino ·    Características particulares de, viscosidade, toxidade, abrasão, combustível, etc. ·    Método de limpeza ·    Processo final do pó usado ou recuperação do produto Abaixo esta listado a variedade de opções par sua escolha e exigências de custo e performance.Tipos de Fibras (materiais oferecidos)
    ·    Algodão ·    Polipropileno ·    Nylon ·    Poliéster      ·    Fibra de vidro ·    Ryton™ ·    P84™ ·    Teflon™
        

publicado por pacar às 20:06

link do post | comentar | favorito
|

O gás dos aparelhos de ar-condicionado deverá ser reciclado em oficinas automotivas

Mais de 300 oficinas automotivas em todo o país começam a ser equipadas nesse semestre com aparelhos para reciclagem do CFC-12, gás usado no ar-condicionado de carros de passeio, caminhonetes e caminhões. O procedimento integra as ações do Programa Brasileiro de Eliminação da Produção e Consumo das Substâncias que Destroem a Camada de Ozônio e também atende à  do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).  
A compra dos equipamentos começará após o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) definir por meio de concorrência pública uma empresa fornecedora, o que deve ocorrer em maio. Com a distribuição gratuita dos aparelhos (em regime de comodato), oficinas e casas especializadas em refrigeração automotiva receberão treinamento do Senai (Serviço Nacional da Indústria) para o trabalho com o CFC-12.
Os donos de veículos fabricados até 1999 deverão reciclar o gás quando forem feitas manutenções ou revisões em seus aparelhos de ar-condicionado. A partir de 2000, a indústria passou a utilizar o gás HFC-134A, considerado inofensivo para a Camada de Ozônio.
O Programa Brasileiro de Eliminação da Produção e Consumo das Substâncias que Destroem a Camada de Ozônio é coordenado pelo MMA e tem apoio do Senai, do PNUD e da GTZ (Sociedade Alemã para Cooperação Técnica). O Programa conta com cerca de R$ 80 milhões, até 2008, para eliminar do país os clorofluorcarbonetos (CFCs). Essas substâncias têm em sua composição cloro, flúor e carbono, são utilizadas em produtos como refrigeradores domésticos, comerciais e industriais e causam a degradação da Camada de Ozônio quando liberadas para o meio ambiente. 
A Camada de Ozônio protege os seres vivos de radiações solares nocivas à saúde, mas com o uso dos CFCs parte desse "filtro" foi destruída em algumas regiões do globo. Desde os anos 80, com a Convenção de Viena (1985) e com o Protocolo de Montreal (1987), vários países vêm trabalhando para que esses gases sejam substituídos por outras substâncias, o que deverá resultar na futura recuperação da camada.


publicado por pacar às 20:01

link do post | comentar | favorito
|

Filtro Purificador de Ar

Você sabia que a maioria dos veículos está equipada com Filtro Purificador de Ar? E que, como qualquer outro produto automotivo, este filtro também precisa ser inspecionado e substituído de acordo com a recomendação do fabricante?
É por isto que a ACDelco apresenta uma ampla linha de Filtros Purificadores de Ar de Micropartículas* e Carvão Ativado** para veículos nacionais e importados. Sua função é filtrar o ar que entra no interior do veículo oferecendo ao motorista e passageiros um ar purificado, eliminando a maior parte dos elementos nocivos existentes no ambiente como concentração de fumaça, pólen, gases de escapamento, odores incômodos, contaminação de ozônio e substâncias alérgicas.
* Micropartículas: Fibras sintéticas carregadas eletrostaticamente que são capazes de reter partículas em torno de 1 mícron, exatamente aquelas mais nocivas à saúde.
** Carvão ativado: Revestimento em carvão que oferece a mais alta performance na redução de odores e gases indesejáveis que eventualmente possam entrar pelo sistema de ventilação do veículo, também nocivas à saúde.
Características e Benefícios ACDelco
·    Fabricados com a melhor tecnologia de Micropartículas e Carvão Ativado para garantir a saúde, segurança e conforto no interior do carro;
·    Quando trocado de acordo com a recomendação do fabricante reduz em até 99,5% todas as impurezas do ar e umidade gerada nos sistemas de ventilação, aquecimento e ar condicionado;
·    Filtra os elementos contaminantes do ar em estado líquido, sólido e gasoso.
·    Excelente capacidade de filtragem e alta eficiência no gerenciamento do fluxo de ar;
·    A mais alta durabilidade e confiabilidade do mercado;
Manutenção Preventiva
Elimine os odores desagradáveis e as impurezas que entram através do sistema de ventilação. Faça sempre uma checagem do sistema de circulação de ar no interior do veículo e, sempre que necessário, não deixe de trocar o Filtro Purificador de Ar. Para uma completa limpeza do sistema, peça também a aplicação de um frasco do Spray Purificador de Ar ACDelco na caixa de ventilação ou ar-condicionado do carro.
Período de Troca:
Condições normais de uso: 1 ano ou 15,000 KM
Condições severas de uso em estrada de terra/campo: verificar o filtro a cada 10,000 KM ou caso haja diminuição do fluxo de ar
Montagem
·    Quando o Filtro Purificador de Ar estiver localizado embaixo do capô do veículo, ele deverá estar bem próximo da entrada de ar ou "churrasqueira". Nesse caso, normalmente a troca ocorre retirando o batente de apoio do capô (borrachão) e abrindo o compartimento da caixa do filtro. Em alguns modelos, poderá ser necessário o uso de chave de fenda ou chave Philips;
·    Quando estiver localizado embaixo do painel, normalmente o compartimento do Filtro se encontra próximo à caixa de ventilação, protegido por uma pequena tampa que deverá ser removida para a troca do elemento;
·    Quando o Filtro Purificador de Ar estiver localizado atrás do porta-luvas, normalmente é necessário desparafusar a caixa do porta-luvas e retirá-la por inteiro para ter acesso ao compartimento do filtro.
·    Antes de efetuar a troca, mantenha desligado o sistema de ar condicionado ou não acione.
* Seja qual for a localização do Filtro Purificador de Ar, nunca deixe de consultar o manual do fabricante do veículo para obter detalhes sobre como fazer a troca corretamente.
Curiosidades:
Noticiários mostraram, a carga de bactérias, fungos e poluentes a que somos submetidos diariamente devido a contaminação do meio ambiente, de ar condicionados e até mesmo pelo pólen das plantas, seja nas ruas, em nossas casas ou até dentro de carros.
Preocupada com este assunto, a industria automobilística investiu em pesquisa e introduziu o filtro de cabine, que independe da existência de ar condicionado como opção do veiculo.
Razões:
Os poluentes em suspensão no ar entram no compartimento de passageiros do veiculo e literalmente "afetam sua vida", ocasionando reações alérgicas .
Estes são de diversas origens, são compostos de partículas sólidas, liquidas e gasosas. Vão desde pólen de plantas, micro organismos, fumaça (gases diversos), partículas de borracha de pneu e material de pastilha de freio, poeira de piso e solo mas, em grande parte por gases como hidrogênio, oxigênio, nitrogênio, óxidos e dióxido de enxofre, desprendidos pelas industrias e carros na atmosfera.


publicado por pacar às 19:58

link do post | comentar | favorito
|

Sistemas de ar-condicionado também exigem revisões periódicas

Como na maioria dos componentes do veículo, no sistema de ar-condicionado podem ser feitas as manutenções corretiva e preventiva. O ideal é que as peças sejam checadas a cada seis meses

Testes como o de pressão e velocidade da circulação do ar podem detectar mesmo os problemas mais prematuros do ar-condicionado. Além disso, a higienização e regulares trocas do filtro de ar habitáculo, também conhecido como filtro de ar da cabine ou do pólen, previnem a ineficiência do aparelho e o aparecimento de doenças respiratórias.
Existem dois tipos de filtros de ar da cabine, com e sem carvão ativado, componente que ajuda a filtrar, inclusive, o monóxido de carbono. A maioria dos veículos mais recentes é equipada com o filtro, mesmo não sem o ar-condicionado de série.
A troca do gás e do filtro secador não tem uma data definida. Alguns fabricantes recomendam que a substituição do filtro secador ou acumulador seja feita quando for aplicada a carga de gás. Esse desumidificador serve para absorver a umidade contida no gás refrigerante.
Obs.: Antes de desmontar o sistema de ar condicionado, cubra-o e proteja-o para não deixar entrar nenhuma sujeira ou umidade. Isto pode ocasionar entupimento e saturamento do filtro secador/acumulador da válvula de expansão e, até mesmo, a danificação do compressor. Pode ocorrer ainda um desgaste lento dos componentes e o problema aparecer após um ano.
Recomenda-se ainda, para que não haja contaminação do ar, que antes de soltar o gás refrigerante, seja o R-12 ou R134a, solicite a presença de um técnico de uma oficina especializada que recolha ou recicle o produto para não agredir o meio-ambiente.
Teste – Com um anemômetro, medir a velocidade da ventilação interna, na saída do difusor. A verificação deve ser feita com a ventilação ligada em velocidade máxima e o comando de circulação de ar interno desligado. No veículo utilizado no teste, um Astra GL 1.8L MPFI, o valor obtido no aparelho foi de 4.8 metros por segundo, enquanto o normal seria de aproximadamente 10 m/s. A diferença identifica uma obstrução da entrada de ar que, na maioria das vezes, significa filtro ou evaporador sujo.
Obs.: O valor mencionado no teste pode variar de veículo para veículo. Existe também a possibilidade de o veículo não possuir o filtro de habitáculo.

Passo-a-passo – Neste veículo, o acesso para o filtro fica dentro da cabine. Para chegar até ele, é preciso desmontar o porta-luvas, uma operação muito simples, que exige apenas um jogo de soquete com catraca ou uma chave Torx T-20, e uma chave boca de 5,5mm .
Retire os seis parafusos que prendem o porta-luvas. Depois, desconecte a tomada da lâmpada interna .
Por fim, desparafuse a tampa de proteção do purificador e puxe o filtro sujo.
Coloque um novo filtro, respeitando as especificações técnicas exigidas pela montadora, e volte a montar o painel.
Para que o resultado seja realmente eficaz, realize também a higienização do sistema. A utilização da máquina de ozônio é um dos métodos mais eficazes. Depois de retirar o filtro sujo, tampe a caixa de ar sem nenhum filtro e deixe ligado o carro com o controle de ventilação interna no máximo e o veículo fechado. O tempo pode variar de 15 a 30 minutos, dependendo do estado em que foi encontrado o filtro usado ou o nível de mal cheiro da ventilação.
A máquina de higienização transforma o ar ambiente que respiramos em ozônio (O3), eliminando todo o tipo de bactérias e outras matérias orgânicas existentes no sistema de circulação de ar do carro. Obs.: Retire os pacotes de bolachas, biscoitos e perfumes, entre outros, do interior do veículo para que não percam cheiro e o sabor.
Em alguns casos específicos, se o mau cheiro persistir, recomendamos a higienização completa, que inclui a limpeza do evaporador (serpentina da caixa de ar), e dos dutos de ventilação interna. Em alguns casos, há necessidade de retirar o painel, serviço que pode demorar de um a três dias, dependendo do veículo.
Mais sobre o sistema – O ar-condicionado veicular se divide em vários componentes. O primeiro é o compressor de ar (coração do sistema). Ele faz circular todo o gás, comprimindo-o para o condensador.
O condensador, como o nome já diz, transforma o estado físico do gás em forma líquida. O filtro secador se encarrega de absorver a umidade.
Em seguida, o gás passa por uma válvula de expansão (que tem o princípio de expandi-lo no evaporador) e depois retorna em forma física de gás para o compressor.


publicado por pacar às 19:46

link do post | comentar | favorito
|

Informações Técnicas sobre escolha, instalação e manutenção do seu aparelho


O que é BTU ?
Trata-se de uma unidade de potência:BTU (British Temperatura Unity, Unidade Inglesa de Temperatura).Ela determina a potência de refrigeração do produto.Quanto mais alto o número, maior é a potência, que é igual a mais frio.
Eficiência
A refrigeração funcionará com maior eficiência se for evitada a incidência de raios solares no ambiente. Utilize cortinas ou persianas para filtrar a luz solar.Não obstrua com cortinas ou similares a frente do condicionador.O ar ambiente deve circular livremente.
Dicas de Uso
Quando desligar o seu aparelho de ar condicionado, e quiser religa-lo em seguida , aguarde três minutos para religá-lo, isto evita danos à máquina.  Nunca use o aparelho sem o filtro de ar.  Para encontrar o quarto ou sala na temperatura desejada, ligue o condicionador, pelo menos 20 minutos antes e mantenha as portas e janelas bem fechadas fechadas.
Localização
Se pudermos escolher, deveríamos instalar o nosso ar refrigerado em paredes voltadas para leste ou sul, onde a incidência solar não é tão forte.Escolher uma parede onde a parte externa (traseira) do aparelho, receba o mínimo possível de raios solares. Mas isto nem sempre é possível, então instale um anteparo para evitar que os raios solares incidam diretamente no aparelho. É muito importante também evitar que a parte externa do aparelho esteja voltada para locais fechados tais como cômodos internos, corredores, garagens, forros, etc. Quanto mais livre correr o ar mais leve trabalhara o compressor, e isto serve para os dois lados (externo e interno).
Manutenção e Limpeza Interna
Para manter um bom ar no ambiente o filtro deve ser limpo, a cada 15 dias, dependendo do ambiente. Se for muito frequentado realize a limpeza do filtro de ar com água e sabão neutro, uma vez por semana.LIMPEZA INTERNA Uma vez por ano, deverá ter uma limpeza interna, feita por profissionais da marca do ar, o acúmulo de pó e resíduos no evaporador e no condensador prejudicam a eficiência, podendo causar danos ao aparelho.
Limpeza Externa
Para limpar o condicionador, primeiramente desligue-o completamente retirando o plugue da tomada.Faça uma limpeza periódica da frente plástica e do gabinete com uma flanela ou um pano macio ligeiramente embebido em água morna e sabão neutro. Jamais use detergentes, álcool ou água diretamente sobre a frente plástica. Depois seque com uma flanela limpa e seca.Não recoloque o plugue na tomada com as mãos molhadas ou úmidas
INSTALAÇÃO I
O aparelho deve ser instalado em relação ao solo a uma altura entre 1,50 m e 1,80 m. Se não for possível, deve -se observar uma distância mínima de 0,50 m de qualquer parede. Procure instalar o aparelho mais centralizado possível de preferência voltado para a maior área do quarto ou da sala, escritório, etc.Se for colocar mais de um aparelho numa mesma parede mantenha uma distância mínima de 1,5 m entre eles. O buraco na parede deve permitir o encaixe perfeito de um caixilho , para a fixação do aparelho.A espessura dessa madeira deve ser no mínimo de 2,5 cm.As aberturas laterais e superiores do aparelho devem ser sempre voltadas para o exterior e totalmente desobstruídas para que a movimentação do ar no compressor e condensador se processe normalmente.A espessura máxima da alvenaria é de 17cm.
INSTALAÇÃO II
Normalmente pode-se colocar o ponto de força (a tomada) à esquerda ou à direita do aparelho. Não se deve cortar ou deixar cortar a fiação elétrica que vem de fabrica. Não importa o lado de saída do rabicho (fiação que liga aparelho a tomada) ele pode ser reposicionado do lado que se queira, no momento da instalação, através da retirada da frente plástica do ar. Se houver necessidade deve-se trazer a tomada exclusiva para mais perto do aparelho.Os aparelhos devem ser instalados com uma pequena inclinação de 1cm na base. Para facilitar o escoamento da água. Pode-se fazer uma ligação simples (com um tubo de plástico) do ponto de dreno à rede de drenagem ou a áreas por onde a água possa escoar (jardim, etc.) evitando o pingamento em áreas não apropriadas.É normal pingar agua do condicionador.
Disjuntores
Usar disjuntores de boa qualidade, do tipo retardado, com capacidade de 25 a 50% acima da corrente nominal do aparelho.Ex. para um Condicionador de Ar de 10 A , usar um disjuntor de 12.5 A - 15.0A.Os disjuntores para proteção devem ser localizados a uma distância máxima de 2 (dois) metros do aparelho.Fonte: Consul
Temperaturas
A maioria dos ar condicionados feitos no Brasil são construídos para trabalharem normalmente na média das temperaturas :Externas + 5 a + 43 CInternas + 21 a + 32 CFonte: Consul
Condutores
Verifique na placa de identificação do aparelho a corrente nominal.
A tabela abaixo mostra a bitola(grossura) do fio que deve ser usada em função da corrente nominal e da distancia máxima em metros, do aparelho ao alimentador.

Tensão

Volts
(V)

Corrente

Amperes
( A )

Bitola do fio em mm2

2.5

4.0

6.0

10.0

Distancia Maxima em Metros ( M )

115/127

12.0

15

25

35

55

220

6.5

50

80

120

200

220

8.0

40

65

100

165

220

10.0

30

55

80

130

220

13.5

25

40

60

95

220

19.0

15

25

40

70

NA INSTALAÇÃO ELETRICA, SEMPRE UTILIZAR UM CIRCUITO DE ALIMENTAÇÃO INDEPENDENTE PARA CADA APARELHO INSTALADO. Fonte: Consul.

* Eletricidade é perigoso, consulte sempre um eletricista profissional.



TABELA

Indica os modelos ideais considerando as características mais comuns dos ambientes.Para determinar a carga térmica, foram consideradas 2 pessoas num ambiente em andar intermediário.Acrescentar 600 BTU/h para cada pessoa a mais no ambiente.

Área

Sol de manhã

Sol a tarde ou o dia todo

6 m2

7.500 BTU's

7.500 BTU's

9 m2

7.500 BTU's

7.500 BTU's

12 m2

7.500 BTU's

10.000 BTU's

15 m2

10.000 BTU's

10.000 BTU's

20 m2

12.000 BTU's

12.000 BTU's

25 m2

12.000 BTU's

15.000 BTU's

30 m2

15.000 BTU's

18.000 BTU's

40 m2

18.000 BTU's

21.000 BTU's

50 m2

21.000 BTU's

30.000 BTU's

60 m2

21.000 BTU's

30.000 BTU's

70 m2

30.000 BTU's

30.000 BTU's


publicado por pacar às 19:37

link do post | comentar | favorito
|

Ar condicionado e alergias respiratórias

O sistema de ar condicionado central contribui para o surgimento ou agravamento de alergias respiratórias. Isso porque o filtro de ar desses aparelhos não está preparado para reter as micropartículas- fungos, bactérias, mofos, ácaros e vírus- causadoras do mal. Salas amplas e cheias de gente trabalhando acabam se tornando ambientes insabulares, criando condições ideais para a proliferação das doenças provocadas por esse microorganismo.      (1) Saída de ar do duto de ventilação. (2) Local por onde o ar entra e passa por uma tela (filtro) antes de ser resfriado. (3) Serpentinas de resfriamento e desumidificação.
Funcionamento·    O aparelho capta ar e o filtra antes de jogá-lo novamente no ambiente. O resfriamento é feito por serpentinas contendo gás refrigerante ou água gelada. Nesse processo, o ar é desumidificado, ou seja, perde umidade. ·    Em seguida, o ar refrigerado é jogado nos dutos de ventilação por um ventilador centrífugo de alta pressão. O problema, segundo os médicos, é que os dutos de ar jamais são limpos e a sujeira vai se acumulando dentro deles. Sistema de ar condicionado central. Doenças·    O ar frio paralisa os cílios (pêlos) que revestem as paredes do sistema respiratório e são encarregados de jogar para fora as impurezas que entram junto com o ar que respiramos. Assim, fungos, mofo, bactérias, vírus e ácaros permanecem no organismo livres para provocar doenças respiratórias de natureza alérgica. ·    As doenças do aparelho respiratório são sinusite, rinite, otite, amigdalite, faringite, bronquite, pneumonia, asma, gripes e resfriados. Gripes, por exemplo, abaixam as defesas e favorecem infecções mais sérias, como pneumonia. Otite Inflamação dos canais do ouvido, podendo ser externa e média(atrás dos tímpanos, que ficam cheios de pus)    Sinusite Inflamação dos seios da face, chamados para-nasais(próximos do nariz)
Amigdalite Inflamação das amígdalas, provocando dor, inchaço e pus    Renite Inflamação dos sistemas internos do nariz
Prevenção·    Evitar locais fechados com grande concentração de pessoas, por tempo prolongado, pois facilita a contaminação. Salas com carpete, o perigo é dobrado. ·    Mesmo que a pessoa não seja alérgica, a exposição aos elementos causadores de alergias (ácaros, fungos, mofo, poeira de local fechado, bactérias) acba sensibilizando-a. A pessoa torna-se, então, alérgica. ·    É preciso, portanto, evitar o contato com os causadores da alergia.      
Estatísticas ·    20% a 42% da população urbana é alérgica. ·    Os Estados Unidos gastam US$ 6,4 bilhões ao ano tratando pessoas com asma. ·    Nos EUA, a rinite alérgica responde por 45 milhões de faltas nas escolas por ano. Tratamento·    Evitar permanência em ambientes insabulares por muito tempo. ·    Tratar a alergia quando as crises surgirem. ·    Tomar vacinas, quando tiver indicação. ·    Alérgicos e pessoas com mais de 50 anos devem tomar vacinas contra gripe, pneumonias e outras infecções respiratórias, provocadas por bactérias pneumococcus e pelo vírus haemophilus influenzae. ·    Tomar banho na temperatura ambiente (mais frio). ·    Fazer exercícios físicos. ·    Praticar natação preferencialmente em piscina fria ( a recomendação não vale para quem tem sinusite, porque a natação agrava o problema). Lugares sem sol atraem fungos, ácaros e alergias
Janelas fechadas, cortinas ou persianas que não deixam entrar nem uma nesga de sol e um ar que entra pelas narinas levando aos pulmões algo mais que puro oxigênio. Se você mora ou trabalha num ambiente com ssas características, previna-se: lugares assim- onde apenas dez por cento do ar circulante é renovado com ar de fora do prédio- são propícios à proliferação das alergias respiratórias. Locais com refrigeração central são a habitação ideal para ácaros, fungos, bactérias e outroscausadores das alergias respiratórias. Quando as salas são acarpetadas, então, o problema se agrava. "É impossível limpar o carpete, que sempre fica com resíduos de poeira", lembra o infectologista Edwin Castillo. Mas não pense que o ar condicionado em si seja uma maldição. É até recomendado para quem pode ter o equipamneto no carro. Especialmente no caso de quem é alérgico a pólen de flores e fumaça dos caminhões. Também não representa perigo instalar em casa aquele aparelho pequeno, de parede, avalia Celso Rodrigues, chefe da Unidade de Pneumologia do Hospital de Base do Distrito Federal (FHDF). O ar é todo renovado pelo aparelho. Sai o ar quente do interior e entra novo ar de fora. Mas há que se ter cuidado com a limpeza do filtro e da parte externa que reveste o aparelho. É que as fezes de pombos , por exemplo, representam perigo à saúde das pessoas. Quando secas elas podem ser aspiradas para dentro do sistema e ser levadas para o ambiente refrigerado. As fezes do pombo têm um fungo chamado criptococcus neoformans, que pode provocar pneumonia e meningite, lembra Edwin Castillo. O calor do sol é o maior inimigo de fungos, ácaros e mofo. Por isso, recomenda o alergista Roberto Ronald Cardoso que deixe entrar em sua casa a luz do sol e o ar puro. Responsável pela Unidade de Alergia do HBDF, o médico lembra que evitar as causas das alergias respiratórias é fundamental. Significa manter a casa ou escritório livre da poeira, do mofo e dos insetos mortos. "O pó da barata morta, por exemplo, é um grande alergênico", garante o especialista. Mas, em prédios públicos e de escritórios, essa estratégia não surte bons resultados, por causa das proporções do ambiente. E o sistema central de ar condicionado acaba perpetuando as doenças respiratórias.
publicado por pacar às 19:31

link do post | comentar | favorito
|

Curiosidades e a História dos Condicionadores de Ar

Há oitenta e oito anos, Willis Carrier fez pelo controle de condições ambientais interna o que Alexandre Graham Bell fez pela comunicação e Henry Ford pelo transporte. Ele mudou nossa rotina. Durante séculos, o homem usou o ventilador, gelo e muitos outros métodos em tentativas inúteis para livrar-se do calor.
Foi em 1902 que Willis Carrier - um engenheiro de 25 anos formado pela Universidade de Cornell - inventou um processo mecânico para condicionar o ar. O controle do clima finalmente tornou-se uma realidade.
O primeiro transporte a usar o equipamento de ar condicionado foram os vagões ferroviários de passageiros da ferrovia B&O em 1930.
Por quê instalar um ar condicionado em seu carro?
Cerca de 42% da frota nacional está equipada com o sistema de ar condicionado, e a estimativa é chegar a 60% da frota.
Você não vai ficar fora desta, vai? Veja as vantagens:
1 - Desembaçamento dos vidros
2 - Silêncio no interior do veículo
3 - Volume do rádio mais baixo no interior do veículo
4 - Evita entrada de excesso de poluentes
5 - Conforto
6 - Sem esquecer do fator mais importante: a segurança
Ar Condicionado no Brasil
Imagine um país tropical onde as altas temperaturas predominam o ano inteiro na maior parte do território. É natural imaginar também que o condicionador de ar seja, há décadas, equipamento indispensável na maioria dos carros produzidos pela indústria local. Porém, essa lógica incontestável não corresponde à verdade quando o país em questão é o Brasil.
Durante muitos e muitos anos, o consumidor brasileiro teve verdadeira fobia por esse equipamento. Aqueles que conseguiam justificar o preconceito alegavam que o ar condicionado roubava potência do motor ou desvalorizava o carro na hora da venda. Argumentos tão consistentes quanto dizer que os carros de quatro portas pareciam táxis...
Felizmente, a sintonia de nossas indústrias com suas matrizes no exterior acabou com esses e outros preconceitos. Hoje, qualquer consumidor minimamente informado torce o nariz quando lhe é oferecido um carro sem o ar condicionado. Até os chamados carros populares já oferecem esse opcional. E, para quem não sabe, ter esse opcional no carro não representa praticamente nenhuma despesa adicional ao longo de toda a vida útil do aparelho.
O sistema de ar condicionado é praticamente o mesmo para todos os carros, sejam nacionais ou importados. O que muda de um para outro é o tamanho. "Para cada carro existe um projeto específico", Não é como rádio, que é igual para todos os carros.


Como usar melhor seu Ar Condicionado
Antes considerado caro e um luxo para poucas pessoas, o ar condicionado vem sendo usado em um número cada vez maior de automóveis. Vários fatores têm influenciado este aumento. Além do preço mais baixo, a questão do conforto também faz o motorista preferir enfrentar o trânsito sem ter de suportar o calor tropical, típico de boa parte do país. O aumento da criminalidade também conta - muita gente prefere poder dirigir com os vidros fechados e, assim, evitar os assaltos nos faróis.
Além desses motivos, com o vidro do automóvel aberto, o vento entra pelas janelas e "segura" o carro, principalmente quando ele esta em velocidade alta, provocando o chamado "arrasto". Isto faz com que o motor seja mais exigido, com desgaste e consumo de combustível maiores. Hoje é até difícil ver carros com quebra-vento. O brasileiro leva em conta que com os vidros fechados, o carro tem menor arrasto, proporcionando mais economia de combustível e menor desgaste do motor.
Veja com usar corretamente o seu equipamento de ar condicionado:
·    Se o seu equipamento tiver um termostato você deve usar na posição máxima quando dentro de cidades e 1/3 a menos, quando em estradas. Mas se o seu for automático, você não precisa se preocupar.
·    A ventilação ideal é a média, que conserva uma refrigeração mais eficiente.
·    A fumaça e o ar viciado dentro do seu carro devem ser eliminados, abrindo-se, por alguns minutos, os quebra-ventos ou janelas, concomitantemente com o uso do sistema de ventilação, nos carros que o possuem.
·    Durante o inverno ou nos períodos em que o aparelho não seja usado por muito tempo, deve-se ligá-lo algumas vezes durante a semana, a fim de se evitar danos no compressor principalmente no selo de vedação do eixo, conseqüentemente escape do gás refrigerante.
·    Após o estacionamento prolongado sob o sol forte, ligue o sistema e ande por alguns minutos com as janelas abertas permitindo a expulsão do ar excessivamente quente, mais rapidamente. Logo após feche as janelas, nunca deixando a menor entrada de ar externo, para um melhor aproveitamento da refrigeração.
·    Em dias de chuva, o aparelho de ar condicionado funciona também como desembaçador dos vidros, além de manter uma temperatura interna constante, a gosto do usuário.
·    O condensador colocado à frente do radiador do seu carro deve ser mantido o mais limpo possível, livre de insetos e outros detritos, a fim de permitir plena capacidade ao sistema.
·    Sempre que possível mande examinar a tensão da correia do compressor e não se preocupe com a água que normalmente escorre através dos tubos laterais do seu evaporador, para debaixo do carro. Trata-se da desumidificação do ar interno, que seu aparelho removeu para o exterior.
·    Tome como hábito fazer uma revisão geral em seu ar condicionado, pelo menos uma vez ao ano, pois ele foi fabricado para durar muito tempo e lhe proporcionar conforto e satisfação.


Conservando o seu Ar Condicionado
A manutenção do equipamento de ar condicionado veicular é fundamental para um bom funcionamento.
Poucos componentes do automóvel exige manutenção preventiva tão simples como o sistema de ar condicionado. A melhor maneira de mantê-lo em perfeitas condições de funcionamento também é a mais fácil, barata e óbvia: basta usar o acessório normalmente, a assistência técnica só deve ser procurada se o equipamento apresentar perda de rendimento.
O condicionador de ar funciona graças ao movimento do motor do veículo. A ligação é feita por meio de correias. Este componente deve ser verificado junto com a revisão das demais correias do automóvel e substituído em prazos semelhantes aos delas. Finalmente, vale lembrar que os sistemas de ar condicionado completos também aquecem o interior do veículos nos dias frios. Neste caso, o calor vem da água do sistema de arrefecimento do motor. O principal é manter esse sistema em ordem e checar o estado de suas mangueiras


publicado por pacar às 19:29

link do post | comentar | favorito
|

Tipos de condicionadores de ar

Presente no mercado há mais de 39 anos, a Bons Ares oferece aos seus clientes soluções que compatibilizam economia e tecnologia.

Com sede em São Paulo e atuando em todo o território nacional, o acervo técnico da Bons Ares inclui instalações das mais diversas capacidades e complexidade.

Ao longo desses 39 anos, a Bons Ares forneceu e instalou sistemas para beneficiar indústrias, hospitais, centro administrativos, bancos, teatros, supermercados, hotéis, telecomunicações, residências, entre outros.

A Empresa também opera na área de comercialização de Condicionadores domésticos sendo um dos maiores distribuidores Springer Carrier, LG, Fujitsu e Elgin, com grande estoque para pronta entrega.

Qualidade, pontualidade, tecnologia e segurança, determinam a diretriz da Bons Ares. O perfeito atendimento das necessidades de nossos clientes, aliada a experiência e criatividade de nossos profissionais, permite otimizar economicamente o investimento a ser realizado.

A continuidade de parceria de nossos clientes se efetiva através da qualidade dos serviços de manutenção oferecida.

A estrutura da divisão de manutenção da Empresa capacita nossa empresa a atender desde residências e escritórios até hospitais e fábricas cuja produção é dependente do bom funcionamento do sistema de condicionamento de ar.

Também em serviços de manutenção preventiva ou corretiva, a Empresa objetiva compatibilizar qualidade e economia.

A opção da Empresa é a oportunidade do desenvolvimento de uma velha parceria, há mais de 39 anos prestando excelentes serviços.

DICAS
Tipos de condicionadores de ar

Janela (condicionador de ar de janela):
É o tipo mais simples de equipamento. São compactos e não requerem instalação especial, pois são instalados em paredes ou janelas.

Split:
É um aparelho dividido em duas unidades (evaporadora e condensadora) que devem ser interligadas por tubulações de cobre por onde circulará o gás refrigerante. Tem múltiplas opções de montagem. São aparelhos que atendem uma gama de obras muito ampla, especialmente devido sua versatilidade.



Dicas de economia de energia para usuários de Ar Condicionado de Janela e Splits:
·    Feche as portas e janelas do ambiente quando o ar condicionado estiver ligado.

·    Adquira modelos de ar condicionado de janela que tenham o Selo Procel de Economia de Energia com classificação A ou B (economia de até 34% no consumo de energia).

·    Instale o aparelho em local de boa circulação de ar, evitando o posicionamento de objetos que obstruam a saída e/ou entrada de ar dos equipamentos.

·    Obedeça as dimensões mínimas solicitadas pelo fabricante para a instalação de ar condicionado de janela e splits.

·    Limpe periodicamente os filtros, pois a sujeira diminui a eficiência dos equipamentos e prejudicam a qualidade do ar no ambiente.

·    Desligue o condicionador de ar sempre que você ausentar-se do ambiente por períodos longos (mais de duas horas).

·    Quando possível, feche as cortinas e/ou persianas no ambiente , evitando assim a entrada de calor excessivo.


Dicas de Conservação de Energia Elétrica em CONDICIONADOR DE AR


1. Manter portas e janelas fechadas
O aparelho de ar condicionado possui um filtro de ar interno que dificulta a passagem de insetos, particulados e até fuligem de automóveis para  o interior do edifício. Deixando as janelas abertas, estas impurezas entram   no ambiente, sem passar pelo filtro. A filtragem de ar através do aparelho deixa de ocorrer como deveria.

2. Elimine as frestas
Não eliminar as frestas, é o mesmo que deixar a porta da geladeira aberta.Frestas e janelas abertas fazem com que o aparelho de ar-condicionado tente refrigerar o ambiente externo também.
Isso faz com que o compressor do aparelho funcione por mais tempo, consumindo mais energia e o barulho do aparelho fica mais intermitente.

3. Regule a temperatura
A principal finalidade do ar condicionado é propiciar conforto térmico às pessoas ou a equipamentos especiais.

A menos que sua sala possua computadores que necessitem de temperaturas baixas para trabalhar, se você está sentindo frio, está havendo desperdício de energia, pois o seu sistema de ar-condicionado está refrigerando mais do que o necessário.

Regule o termostato do ar-condicionado para uma temperatura onde você se sinta confortável no ambiente de trabalho. Normalmente no que se refere a temperatura de ar condicionado para sala de computadores um padrão de 23°C e 50% de umidade pode ser adotado. Mas isto é feito quando existe controle de temperatura e umidade do ar, realizado normalmente em sistemas centrais de ar condicionado. Se o condicionamento for realizado com aparelhos, de janela, "splits"ou "self", o controle restringe-se a temperatura.

Estes sistemas não controlam a umidade, mas esta chega a valores próximos aos 50% que mencionei. Nos manuais dos computadores está especificado a temperatura e umidade ideal para o uso desses equipamentos. No caso de estações de trabalho e/ou CPD mais sofisticados em que se exige uma maior confiabilidade do equipamento, cada instalação exige um estudo separado pois podem existir condições especiais do ar ambiente como níveis de particulado, velocidade do ar, número de renovações de ar na sala, etc..

Trocar ou   limpar os filtros de ar regularmente e realizar a manutenção dos equipamentos de ar condicionado ajuda a economizar energia, pois quando o filtro está sujo e não há uma revisão constante do equipamento, o equipamento exigirá mais energia para manter a temperatura escolhida.


publicado por pacar às 19:12

link do post | comentar | favorito
|

Climatizando seu presente.

- Projetos de Climatização e Conforto

- Instalação de Condicionadores de Ar

- Planejamento e execução de Projetos de Climatização

- Manutenção preventiva e corretiva em equipamentos condicionadores de ar de qualquer marca e modelo

A  AR CONDICIONADO é uma empresa especializada em Venda, Instalação, Conserto e Manutenção de ar condicionados. Fornece e instala sistemas para beneficiar residências e escritórios, pousadas, hotéis, centros administrativos, entre outros.

Prezamos muito pela valorização e satisfação absoluta do consumidor, melhorando a qualidade de vida das pessoas, detectando suas necessidades e respondendo aos seus anseios.

A AR CONDICIONADO conta com profissionais altamente capacitados e treinados para atender de imediato, permitindo otimizar economicamente o investimento a ser realizado.

Oferecemos uma parceria de sucesso com transparência e qualidade, aliada a inovação e investindo em novas tecnologias.

Com sede em São Paulo e atuando em todo o território nacional, o acervo técnico da AR CONDICIONADO inclui instalações das mais diversas capacidades e complexidades.

Também em serviços de manutenção preventiva ou corretiva, a AR CONDICIONADO objetiva compatibilizar qualidade e economia.

 

Somos distribuidor das mais variadas marcas existentes no mercado: Springer Carrier,LG, Consul, Brastemp, Elgin, Fujitsu, Gree, entre outros.

Conta com uma equipe altamente qualificada para prontamente atender todos os clientes, instruindo-os da melhor forma possível, visando a satisfação, conforto, qualidade, além de otimizar economicamente o investimento a ser realizado.

Instalação

Com pontualidade, tecnologia , qualidade e segurança, nossos funcionários são treinados para atender as necessidades de seus clientes, instalando corretamente equipamentos que lhes for solicitado.

Conserto

Os profissionais da SOMA FRIO AR CONDICIONADO oferece atendimento personalizado e eficiente, sanando qualquer problema de instalação, conserto e remanejamento de equipamentos de climatização.

  • Serviços corretivos em equipamentos de ar condicionado central, individual e Split System;
  • Troca de compressores e moto ventiladores;
  • Higienização e Limpeza de equipamentos;
  • Avaliação e correção de vazamentos de gás;
  • Limpeza com produtos químicos;
  • Pinturas em geral;
  • Serviços corretivos e preventivos;
  • Reformas em geral.

Manutenção Preventiva

Os serviços prestados pela empresa obedecem as especificações da Portaria nr. 3523 de 28 de Agosto de 1.998, do Ministério da Saúde.

A portaria nr. 417 de 1.998 da Vigilância Sanitária estabelece a obrigatoriedade da manutenção preventiva mensal para equipamentos de ar condicionado, com empresas especializadas e/ou credenciada pelos fabricantes. A empresa é especializada e distribuidora dos principais fabricantes.

Tão importante quanto uma boa instalação, a prezamos pela manutenção adequada de cada equipamento, visando o bom funcionamento e a qualidade do ar do usuário.

  • Economia no consumo de Energia;
  • Ventilação;
  • Rendimento Térmico, ou seja , refrigeração adequada;
  • Vida útil do equipamento;
  • Possível perda de carga de ar;
  • Fadiga do compressor;
  • A falta de higienização pode causar proliferação de bactérias nocivas a saúde.
publicado por pacar às 19:07

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Mercado de ar condicionad...

. Portaria do Ministério da...

. Ar Condicionado Comercial...

. Modelos de 7500 a 60000 B...

. Bosch apresenta gama de a...

. MODELOS DE AR CONDICIONAD...

. O que você precisa saber ...

. Curso : Engenharia do Ar ...

. Sistema de ar condicionad...

. Climatização de ambientes

.arquivos

. Julho 2006

. Abril 2006

.participar

. participe neste blog

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds